Piauí

Comissão eleitoral concede liminar contra chapa de Celso Barros

A decisão do presidente da Comissão Eleitoral da Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Piauí (OAB-PI), Antônio Carlos da Costa e Silva, foi dada no dia 6 de novembro.

Wanessa Gommes
Teresina
- atualizado

O presidente da Comissão Eleitoral da Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Piauí (OAB-PI), Antônio Carlos da Costa e Silva, deferiu liminar contra o candidato a conselheiro da chapa “Independência OAB”, Kadmo Alencar Luz, encabeçada por Celso Barros, por veiculação de fake news. A decisão foi dada no dia 6 de novembro.

As publicações continham cunho vexatório, discriminatório, intolerante e acusatório contra os advogados Lucas Villa e Naiara de Moraes, candidatos à presidência e vice-presidência pela chapa OAB Aberta, respectivamente.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Lucas VillaLucas Villa

Para Villa, o advogado adotou postura desrespeitosa, chegando a fazer ofensas pessoais que também atingiram Naiara Moraes e familiares.

O presidente da Comissão então determinou a exclusão imediata dos vídeos e imagens do perfil de Kadmo Alencar no Instagram, além da proibição de publicação em outras redes sociais e demais meios de comunicação, sob pena de multa.

“Verifico que os vídeos inseridos na rede social (Instagram) do representado extrapolaram os limites da razoabilidade e da ética, pois as montagens nos referidos vídeos estão, observando a sequência das cenas, degradando as imagens dos candidatos e até de terceira pessoa”, destacou Antônio Carlos na decisão.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Celso Barros NetoCelso Barros Neto

O presidente da Comissão afirmou ainda que os conteúdos têm potencial de criar uma má imagem da OAB-PI na opinião pública, ainda mais por terem sido propagados por um conselheiro da Ordem.

Kadmo Alencar foi notificado pela Comissão Eleitoral para que, em um prazo de cinco dias, apresente defesa. O prazo encerrou nesta segunda-feira (12). Ele já fez a retirada dos vídeos.

Boa convivência

Lucas Villa chegou a solicitar que a Comissão Eleitoral criasse um termo de boa convivência a ser assinado entre as chapas que disputam o pleito, visando elevar a campanha e os debates a níveis propositivos e respeitosos. “O que se deseja é que as chapas se comprometam, embora a legislação eleitoral da OAB imponha, a fazer uma campanha de elevado nível propositivo e de respeito, como é de se esperar de advogados e advogadas”, escreveu Villa.

Entenda o caso

O candidato a conselheiro seccional na chapa encabeçada por Celso Barros, Kadmo Alencar Luz, publicou em seu Instagram oito vídeos com “memes” que ofendem pessoalmente Lucas Villa, Naiara Moraes e o atual presidente da OAB/PI, Chico Lucas.

Em um dos memes, Chico Lucas é chamado de “Coroné Supremo da OAB-PI”, fazendo montagem de sua imagem no corpo do ditador Kim Jong-un. Outro meme apresenta montagem de uma fotografia de Lucas Villa com uma cobra, com os dizeres: “Você sabia que Lucas Villa fez pacto com o satanismo?”, “OAB Aberta para o Satã”.

Além do Instagram pessoal do candidato Kadmo Alencar, os “memes” têm circulado pelos grupos de Whatsapp. Circula também nas redes sociais, vídeo em que vários integrantes da chapa de Celso Barros, inclusive de sua diretoria, ironizam o episódio, cantando a música “Xô Satanás”, do grupo Asa de Águia.

Outro lado

O advogado Kadmo Alencar não foi localizado pelo GP1.