Picos - PI

Coordenadoras são exoneradas após denúncia de dopagem de pacientes em Picos

De acordo com a nota, o comunicado assinado pelas coordenadoras das Enfermarias e UTIs COVID-19 do hospital relatando as denúncias não observou o correto fluxo hospitalar.

Wanessa Gommes
Teresina
Davi Fernandes
Teresina

A direção do Hospital Regional Justino Luz, localizado no município de Picos, divulgou nesta sexta-feira (04), nota de esclarecimento acerca da denúncia de que profissionais de saúde estariam dopando pacientes para que tivessem mais tempo de descanso no período noturno. Por este motivo, duas coordenadoras foram exoneradas do cargo e uma sindicância foi aberta para investigar o caso.

De acordo com a nota, o comunicado assinado pelas coordenadoras das Enfermarias e UTIs COVID-19 do hospital relatando as denúncias, e que foi amplamente divulgado nas redes sociais e imprensa, não observou o correto fluxo hospitalar, inobservando a rotina de documentos oficiais do Hospital Regional Justino Luz.

A direção afirmou ainda que o hospital respeita a autonomia do exercício dos profissionais de saúde, “jamais impondo restrições que impeçam a liberdade para execução com eficiência do trabalho destes, ao mesmo tempo em que coordena de forma ética o bom funcionamento de todos os setores para que não haja nenhum dano aos pacientes internados na instituição”.

"Como se trata de uma situação insólita para a instituição, todos os fatos serão devidamente apurados pelos setores responsáveis do hospital e órgão afins, de forma que a transparência e a ética dessa instituição", garantiu a direção no comunicado.

Confira abaixo a nota na íntegra ou clique aqui

NOTÍCIA RELACIONADA

Profissionais são acusados de dopar pacientes no Hospital Justino Luz