Saúde

Covid-19: Camilo volta atrás e libera funcionamento de mais empresas no CE

O governador do Ceará acatou pedido feito pela Federação das Indústrias do Ceará, Fecomercio e CDL Fortaleza.

Nayrana Meireles
Teresina
- atualizado

O governador Camilo Santana (PT), do Ceará, decidiu liberar o funcionamento de mais empresas no Ceará durante o período de isolamento social decretado devido a pandemia de coronavírus (covid-19).

Segundo a Revista Ceará, entre os estabelecimentos estão oficinas mecânicas, indústrias têxteis e do ramo de confecções para a saúde pública, bem como concessionárias, fábricas de ar-condicionado e ventiladores, transportadoras e centrais de distribuição. O isolamento das pessoas, no entanto, segue em vigor.

Camilo havia decretado na última semana o fechamento de estabelecimentos e isolamento social para evitar a transmissão da covid-19 no Ceará, no entanto, devido aos impactos sobre a economia, desde a última quinta-feira (19), o governador tenta diminuir o rigor na quarentena. O pedido foi feito pela Federação das Indústrias do Ceará, Fecomercio e CDL Fortaleza.

Nesta terça-feira (24), durante pronunciamento em rede nacional, o presidente Jair Bolsonaro criticou o fechamento do comércio e pediu que todos voltassem a vida normal. Pelo menos 25 dos 27 governadores manterão restrições contra coronavírus mesmo após o presidente pedir o fim do isolamento social.

NOTÍCIA RELACIONADA

Em pronunciamento, Jair Bolsonaro pede abertura do comércio