Coronavírus no Piauí

Covid-19: jornalista Álvaro Carneiro deixa a UTI do Sírio-Libanês

“Ele teve alta da UTI, está em apartamento. A alta foi semana passada e acho que quarta ou quinta, desta semana, ele deve retornar para o Piaui. A previsão é que até quinta ele volte”, disse Bacelar.

Germana Chaves
Teresina
Fábio Wellington
Teresina
- atualizado

O jornalista e assessor especial do governador Wellington Dias (PT-PI), Álvaro Carneiro, teve alta da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Sírio-Libanês na semana passada após complicações causadas pela covid-19. As informações foram repassadas ao GP1 nesta segunda-feira (26), pelo coordenador de Comunicação do Governo do Piauí, Allisson Bacelar.

De acordo com ele, Álvaro permanece internado em apartamento e deve ser transferido para o Piauí ainda esta semana, provavelmente na próxima quinta-feira (29).

  • Foto: Reprodução/FacebookÁlvaro CarneiroÁlvaro Carneiro

“Ele teve alta da UTI, está em apartamento. A alta foi semana passada e acho que quarta ou quinta, desta semana, ele deve retornar para o Piauí. A previsão é que até quinta ele volte”, informou Bacelar à nossa reportagem.

Fazendo reabilitação

A esposa de Álvaro, Renée Marie Fontinele, também conversou com nossa reportagem e disse que o marido está fazendo reabilitação, uma vez que, precisa de ajuda nas partes motora e respiratória.

“Ele está fazendo reabilitação, mas ainda precisa de ajuda na parte de locomoção e está fazendo fisioterapia respiratória e motora. Ele perdeu muito peso e a reabilitação inclui ganho de massa muscular. Acredito que voltaremos na quinta”, disse Renée.

Transferência

No início desse mês, Álvaro Carneiro precisou ser transferido do Hospital Unimed, em Teresina, para o Sírio-Libanês em São Paulo após agravamento de seu quadro de saúde. O jornalista chegou a ser entubado e teve os rins comprometidos por conta da covid-19.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Covid-19: jornalista Álvaro Carneiro é transferido para o Sírio-Libanês

Jornalista Álvaro Carneiro é entubado por complicações da covid-19