São João do Piauí - PI

Covid-19: MP pede para prefeito Gil Carlos fiscalizar empresas

Com a pandemia do novo coronavírus, algumas pessoas e empresas passaram a produzir e vender materiais voltados para higienização.

Bárbara Rodrigues
Teresina
- atualizado

O Ministério Público do Estado do Piauí, por meio do promotor Jorge Luiz da Costa Pessoa, expediu uma recomendação, no dia 1º de abril, onde pede que o prefeito de São João do Piauí, Gil Carlos, fiscalize as empresas ou pessoas físicas que estão fazendo preparações antissépticas ou sanitizantes oficinais sem prévia autorização da Anvisa no município.

Com a pandemia do novo coronavírus, algumas pessoas e empresas passaram a produzir e vender materiais voltados para higienização. “Para fabricação e comercialização de preparações antissépticas ou sanitizantes oficinais as empresas devem possuir Autorização de Funcionamento (AFE) e alvará ou licença sanitária, além de outorgas públicas para funcionamento, inclusive, para fabricação e armazenamento de substância inflamável”, explicou o promotor.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Gil CarlosGil Carlos

O promotor então pede que o prefeito Gil Carlos faça a fiscalização da produção desses materiais. “Para as empresas fabricantes de medicamentos somente é permitida, sem prévia autorização da Anvisa, a fabricação e a comercialização das seguintes preparações antissépticas ou sanitizantes: álcool etílico 70%, álcool etílico glicerinado 80%, álcool gel, álcool isopropilico glicerinado 75% e digliconato de clorexetina 0,5%”, disse Jorge Pessoa.

O promotor explicou que os produtos pecisam ter qualidade para uso humano e que para fins de doação pública dos produtos, é permitido aos fabricantes receber doações de matéria-prima, desde que atendidos os requisitos técnicos de qualidade e segurança definidos pela fabricante do produto acabado.

Jorge Pessoa também pede que “realizada a apreensão dos produtos e da matéria prima de empresas ou pessoas físicas que estejam atuando em desacordo com as normas da Resolução de Diretoria Colegiada - RDC nº 350/2020 ou que não atendam aos critérios de qualidade previstos no referido ato administrativo, conforme autorização do Código de Posturas local".

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Indústria de açúcar doa etanol para produção de álcool gel no Piauí

HUT registra aumento no número de vítimas de queimaduras por álcool

Receitas de álcool gel caseiro não são eficazes contra coronavírus