Piauí

Covid-19: SeadPrev lança cartilha de prevenção para servidores

A cartilha será distribuída exclusivamente em formato digital, pois uma das metas é reduzir a circulação de papel, vetor de propagação do novo coronavírus.

Wanessa Gommes
Teresina
- atualizado

Foi lançada, nesta quarta-feira (08), a cartilha virtual de prevenção aos servidores estaduais para o retorno às atividades presenciais. O trabalho foi apresentado pela atual secretária de Estado da Administração e Previdência (SeadPrev), Ariane Benigno, mas foi executado ainda na gestão do ex-secretário Merlong Solano, que deixou o órgão para assumir mandato como deputado federal.

Clique aqui e confira a cartilha

“É com muita satisfação que entregamos aos servidores piauienses um material cuidadosamente planejado pela equipe do professor Merlong, junto com o Centro Integrado de Atenção ao Servidor (Ciaspi) e a Vigilância Sanitária, para que esse servidor tenha mais tranquilidade no retorno aos trabalhos presenciais, assim que o plano de retomada começar a ser executado”, frisou Ariane Sídia.

  • Foto: AscomCapa da cartilhaCapa da cartilha

O Governo do Estado, por meio do decreto nº 19.085/20, autorizou o retorno das atividades nos órgãos públicos a partir do dia 10 de agosto, mas o retorno deve acontecer em etapas, de acordo com as atribuições de cada órgão. No entanto, os servidores do grupo de risco continuarão trabalhando em casa e outros em escalas de revezamento, de forma a colaborar com os esforços para contenção da covid-19.

A cartilha será distribuída exclusivamente em formato digital, pois uma das metas é reduzir a circulação de papel, vetor de propagação do novo coronavírus.

Orientações

Usar máscara e manter distância de pelo menos dois metros entre as pessoas estão entre as principais recomendações da cartilha direcionada aos servidores, que também serão orientados a evitar levar bolsas e acessórios pessoais para dentro dos órgãos públicos, a fim de diminuir o risco de contaminação desses objetos e consequente adoecimento dos trabalhadores.

“Sabemos que a luta contra o coronavírus é uma luta travada coletivamente, mas exige grande atenção de cada um de nós. É preciso que cada servidor lave as mãos frequentemente, higienize sua mesa de trabalho, evite compartilhar ferramentas de trabalho, como grampeadores, canetas e computadores, e tenha consciência de que os celulares também devem ser higienizados com frequência. Esse será o nosso novo normal até que tenhamos uma vacina”, explicou Ariane Sídia.