Monsenhor Gil - PI

CRO flagra atuação de falso cirurgião-dentista em Monsenhor Gil

O Código Penal Brasileiro prevê detenção de seis meses a dois anos para quem exerce ilegalmente a odontologia.

Brunno Suênio
Teresina
- atualizado

O Conselho Regional de Odontologia do Piauí (CRO-PI) flagrou um falso cirurgião-dentista atuando no município de Monsenhor Gil. A ação de fiscalização ocorreu no início do mês de março deste ano.

Ao tomar conhecimento da situação, o conselho resolveu encaminhar a denúncia ao Ministério Público, que solicitou à Justiça um mandado de busca e apreensão no local de atendimento do suposto profissional. Durante as buscas, foram encontrados materiais para procedimentos odontológicos, produtos de clareamento dental, notas promissórias, além de uma seringa pronta para ser reutilizada em outro paciente, o expondo a risco de contaminação.

  • Foto: Divulgação/CRO-PIConsultório onde os pacientes eram atendidosConsultório onde os pacientes eram atendidos

Segundo o presidente do CRO-PI, Leonardo Sá, o exercício irregular da profissão de cirurgião-dentista é considerado crime contra a saúde pública. “Os práticos não estão habilitados para oferecer à população atendimentos de qualidade em saúde bucal. Por isso, é muito importante que a população denuncie a atuação destes falsos dentistas junto ao CRO-PI”, pontua.

O Código Penal Brasileiro prevê detenção de seis meses a dois anos para quem exerce ilegalmente a odontologia.