Brasil

Decotelli atualiza currículo e diz que foi ministro da Educação por 5 dias

O professor foi escolhido pelo presidente Jair Bolsonaro para substituir Abraham Weintraub, mas devido incoerências constatadas em seu currículo, Decotelli não tomou posse e a nomeação foi cancelada.

Victória Xavier
Teresina
- atualizado

O professor Carlos Alberto Decotelli atualizou seu currículo na plataforma do Centro Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnologia (CNPq) e acrescentou a informação que comandou a Educação do país entre os dias 25 e 30 de junho de 2020.

O professor foi escolhido pelo presidente Jair Bolsonaro para substituir Abraham Weintraub, mas devido incoerências constatadas em seu currículo, Decotelli não tomou posse e a nomeação foi cancelada.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Carlos Alberto DecotelliCarlos Alberto Decotelli

Carlos Decotelli afirmava que era doutor pela Universidade de Rosário, localizada na Argentina e pós-doutor pela Universidade de Wuppertal, na Alemanha. Porém, as duas universidades negaram o fato.

A demissão do então ministro aconteceu após a Fundação Getulio Vargas (FGV) divulgar uma nota informando que Decotelli não foi pesquisador ou professor da instituição, como também estava em seu currículo.

Bolsonaro ainda não definiu quem será o ministro da Educação. Atualmente, a pasta está sem comando.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Carlos Decotelli chega ao Planalto para oficializar demissão do MEC

Bolsonaro aceita pedido de demissão de Carlos Alberto Decotelli

Planalto procura nomes para substituir Carlos Decotelli