Entretenimento

Defensoria Pública de SP considera vídeo de Ratinho homofóbico

O apresentador publicou na semana passada um vídeo criticando o “excesso” de gays nas novelas da Rede Globo.

ANDRESSA MARTINS

- atualizado

O apresentador Carlos Massa, o Ratinho, publicou na semana passada um vídeo criticando o “excesso” de gays nas novelas da Rede Globo. Mesmo após se desculpar, a Defensoria Pública de SP considerou que ele foi homofóbico e ofereceu uma denúncia administrativa contra Ratinho na Secretaria de Estado de Justiça e Defesa da Cidadania.

  • Foto: Facebook/RatinhoRatinhoRatinho

No vídeo, publicado em seu perfil no Instagram no último dia 3, Ratinho faz menção às novelas da Rede Globo que, segundo ele, “colocou ‘viado’ até em filme de cangaceiro”.

“Eu estava aqui vendo a novela da Globo, aquela coisa de cangaceiro e tal. Mas poxa, a Globo colocou ‘viado’ até em filme de cangaceiro, gente? Naquele tempo não tinha ‘viado’ não. Você acha que tinha ‘viado’ naquele tempo? É muito ‘viado’: é ‘viado’ às seis da tarde, é ‘viado’ às oito da noite, é ‘viado’ às nove da noite, é ‘viado’ às dez da noite, é muito ‘viado’. Eu não sei o que está acontecendo, não tem tanto ‘viado’ assim. Ou tem? Será?”, disse no vídeo.

De acordo com o autor da denúncia, o defensor público Rodrigo Leal da Silva, a fala do apresentador “é uma verdadeira exposição ampla via internet de ofensas homofóbicas contra os homossexuais de forma geral, tomando a homossexualidade masculina como algo negativo e ruim que, necessariamente, desqualificaria e depreciaria a programação de uma emissora”.

Mais conteúdo sobre:

MAIS NA WEB