Teresina - PI

DHPP identifica colombiano acusado de matar criminoso em Teresina

O coordenador do DHPP, delegado Francisco Costa, o Barêtta, informou que além do próprio bandido que morreu na ação frustrada, há ainda duas outras pessoas, que estavam dando apoio ao comparsa.

Davi Fernandes
Teresina
Brunno Suênio
Teresina
- atualizado

Os policiais do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa – DHPP – já identificaram o colombiano, suspeito de reagir a uma tentativa de assalto e matar o bandido no último dia 15 de julho na Avenida Zequinha Freire, zona leste de Teresina. A investigação aponta que o crime pode ter sido “parada dada”.

Em entrevista ao GP1, o coordenador do DHPP, delegado Francisco Costa, o Barêtta, informou que além do próprio bandido que morreu na ação frustrada, há ainda duas outras pessoas, que estavam dando apoio ao comparsa que abordou a vítima. Na situação, três suspeitos, dois em uma motocicleta e outro em uma segunda motocicleta, abordaram o colombiano, que conseguiu tomar a arma de um deles.

“Esse indivíduo é conhecido como colombiano, inclusive, tudo indica que pode ter sido parada dada. Chegaram três indivíduos, dois em uma moto e outro em uma segunda motocicleta. Um deles escalou o colombiano com uma arma e, no momento de descuido do bandido ele reagiu, tomou a arma e efetuou dois disparos, matando o bandido ali”, relatou.

  • Foto: Helio Alef/GP1BarêttaBarêtta

Ainda de acordo com o coordenador do DHPP, o colombiano deverá ser ouvido para confirmar as informações já relatadas por testemunhas do caso, que está sendo tratado como legítima defesa.

“Se a dinâmica do crime se condizer com as provas testemunhais, nós não temos uma outra fonte a não dizer que foi uma legítima defesa. Ele vai ser intimado a prestar os esclarecimentos necessários. No meu entendimento, se as coisas caminharem do jeito que estão nós temos um excludente de ilicitude de legítima defesa. Houve uma coincidência que no momento em que os policiais estavam fazendo levantamento de local de crime, chegou uma vítima informando que tinha sido assaltada uma hora antes, que teve a moto roubada e o rapaz reconheceu a moto como sendo dele e o rapaz acusado de tomar o veículo", ressaltou.

Entenda o caso

No dia 15 de julho, um criminoso não identificado foi morto a tiros por volta de 18h, ao tentar assaltar um homem na Avenida Zequinha Freire, na zona leste de Teresina. Segundo o tenente Maciel, do 5º Batalhão da Polícia Militar, a vítima conseguiu tomar a arma do criminoso. "O indivíduo estava fazendo assaltos e ao assaltar um transeunte, o mesmo em luta corporal conseguiu tomar a arma dele e atirar nele aqui próximo a panificadora Taquari", relatou.

Ainda segundo o tenente, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), chegou a ser acionado e constatou o óbito. "Ao chegarmos acionamos o Samu, mas foi constatado que ele estava sem vida. Até o momento não temos a identificação dele, pois ele está sem documentos", completou.

NOTÍCIA RELACIONADA

Vítima reage a assalto e mata bandido na Avenida Zequinha Freire

Mais conteúdo sobre: