Timon - MA

Dj suspeito de estuprar filha de 11 anos em Timon tem prisão revogada

O alvará de soltura, revogando a prisão, foi assinado pelo juiz Elismar Marques no último dia 21 de março de 2020.

Brunno Suênio
Teresina
- atualizado

Um Dj de 30 anos, que havia sido preso pela Polícia Civil do Maranhão no dia 29 de novembro de 2019, acusado de estuprar a própria filha, de 11 anos de idade, no bairro São Francisco, localizado no município de Timon, foi posto em liberdade. O alvará de soltura, revogando a prisão, foi assinado pelo juiz Elismar Marques no último dia 21 de março de 2020.

O suspeito foi preso pelos policiais do Grupo de Pronto Emprego (GPE) da 18ª Delegacia Regional da Polícia Civil do Maranhão (DRPC), que tomaram conhecimento do caso, após a vítima relatar para algumas amigas na escola onde estudava, que estava sentido dores a ponto de não conseguir sentar-se.

  • Foto: Marcelo Cardoso/GP1A prisão do Dj ocorreu no bairro São FranciscoA prisão do Dj ocorreu no bairro São Francisco

A direção da escola decidiu acionar o Conselho Tutelar, que levou o caso à Polícia Civil e iniciou a investigação. Ao ser realizado o exame de corpo delito, foi comprovado o abuso sexual contra a menor.

Em sua decisão, o juiz levou em consideração o depoimento especial da vítima que negou, posteriormente, o crime imputado ao pai no ano passado.

NOTÍCIA RELACIONADA

DJ é preso acusado de estuprar a própria filha de 11 anos em Timon

Mais conteúdo sobre: