Mundo

Dois foguetes atingem imediações da Embaixada dos EUA em Bagdá

Ataque causou danos materiais, mas não deixou vítimas.

Por  Estadão Conteúdo

Dois foguetes do tipo Katyusha caíram nesta quinta-feira, 5, sem causar vítimas, nas imediações da Embaixada dos EUA em Bagdá, enquanto um terceiro também direcionado para a chamada Zona Verde foi desviado e atingiu uma área próxima.

Uma fonte do Ministério do Interior iraquiano que pediu anonimato explicou à agência Efe que dois dos projéteis caíram na Praça da Cerimônia, perto da sede diplomática dos EUA, causando pequenos danos materiais, mas sem deixar vítimas.

A praça está localizada dentro do perímetro da Zona Verde, que abriga vários prédios e embaixadas do governo, incluindo os EUA.

O outro foguete caiu na área de Al Bayeia, separada por um parque da Zona Verde, que era seu verdadeiro objetivo, segundo a fonte.

Após a escalada de tensão entre os Estados Unidos e o Irã na região no início do ano, ataques com foguetes contra a Zona Verde e, em algumas ocasiões, contra bases militares dos EUA seguiram quase diariamente, mas nas últimas semanas não vinham acontecendo.

A tensão aumentou no Iraque em 3 de janeiro, quando o general iraniano Qassim Suleimani e outros oficiais da milícia iraquiana foram mortos em um ataque dos EUA em Bagdá, ao qual Teerã respondeu lançando mísseis contra duas bases na região em que forças americanas eram proeminentes.

Diante da sucessão de ataques com foguetes que atingiram a Embaixada dos EUA e a Zona Verde em Bagdá, o governo iraquiano anunciou pela primeira vez que investigaria esses eventos "imediatamente".

Um desses ataques causou ferimentos a quatro membros das Forças Aéreas Iraquianas na base militar de Al Balad, onde tropas americanas estavam presentes e localizadas na província de Saladino, no centro do país.