Teresina - PI

Edson Melo nega irregularidades em contrato com empresa

“Tudo regularizado e o serviço foi prestado! Quando a empresa deixou de apresentar certidão rescindi contrato!", disse o vereador.

Raisa Brito
Teresina
- atualizado

O vereador de Teresina Edson Melo (PSDB) enviou direito de resposta ao GP1 acerca da matéria divulgada nesta terça-feira (09) sobre o pagamento de R$ 73.800 – com recursos públicos - feito a empresa de fachada de propriedade de Venilson de Oliveira Rocha, referentes ao aluguel de um veículo Chevrolet S-10.

De acordo com o parlamentar, todo o serviço prestado foi feito de maneira regular, mas esclareceu que o contrato foi rescindido quando a empresa deixou de apresentar certidão.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Edson MeloEdson Melo

Confira resposta na íntegra

“Tudo regularizado e o serviço foi prestado! Quando a empresa deixou de apresentar certidão rescindi contrato! Prestava serviço à outros Vereadores! Por que citaram só a mim???”.

Entenda o caso

Documentos em poder do GP1 mostram que o vereador tucano Edson Melo vem pagando, com recursos públicos (verba indenizatória), vultosos valores a empresa de fachada de Venilson de Oliveira Rocha referentes ao aluguel de um veículo Chevrolet S-10.

Os pagamentos, no valor de R$ 7.380,00 (sete mil, trezentos e oitenta reais) mensais foram efetuados de janeiro a outubro do ano passado, atingindo o total de R$ 73.800,00 (setenta e três mil e oitocentos reais).

O contrato anexado a prestação de contas tem a validade de um ano, tendo iniciado no dia 02 de janeiro de 2017 e finalizado em 31 de dezembro de 2017.

  • Foto: Câmara Municipal de TeresinaVenilson de Oliveira Rocha e Edson Melo Venilson de Oliveira Rocha e Edson Melo

Nos recibos anexados aos processos de ressarcimento é possível constatar que os telefones que constam nos documentos são os mesmos que aparecem na placa luminosa que identifica o Posto de Lavagem. Os recibos foram emitidos pela VR Rent a Car, Locação de Veículos e Transportadora, nome fantasia que difere do que consta no CNPJ, no caso, a VR Serviços.

A verba indenizatória é uma cota única mensal destinada a custear os gastos dos vereadores exclusivamente vinculados ao exercício da atividade parlamentar.

Clique aqui e veja recibo de pagamento referente a utilização de cota indenizatória

Clique aqui e veja CNPJ da VR Serviços

Clique aqui e veja parecer do Ministério Público Federal que afirma que a empresa é de fachada

Câmara Municipal de Teresina homenageou ‘empresário’

O ‘empresário’ Venilson de Oliveira Rocha, preso pela Polícia Federal na denominada ‘Operação Argentum’, foi homenageado pela Câmara Municipal de Teresina com o Prêmio Jovem Empreendedor 2016 por proposição do vereador Edson Melo. O prêmio é conferido anualmente a jovens empreendedores que se destacam em seus negócios. O prêmio tem o objetivo de incentivar os jovens empreendedores na conquista do próprio negócio, fomentar pensamentos e atitudes empreendedoras, divulgar exemplos de sucesso nos negócios ou em entidades filantrópicas e associações.

A honraria foi entregue em solenidade realizada no dia 06 de dezembro de 2016.

Escândalo está sendo chamado de ‘Lava Jato de Teresina’

  • Foto: Marcelo Cardoso/GP1Firmino FilhoFirmino Filho

Pelo fato da empresa de fachada funcionar em um posto de lavagem de automóveis, o escândalo envolvendo o pagamento de mais de R$ 8 milhões pelo prefeito Firmino Filho ao empresário Venilson de Oliveira Rocha está tendo o nome associado ao da “Operação Lava Jato”, desencadeada pela Polícia Federal decorrente do uso de uma rede de postos de combustíveis e lava a jato de automóveis para movimentar recursos ilícitos pertencentes a uma das organizações criminosas inicialmente investigadas. Embora a investigação tenha avançado para outras organizações criminosas, o nome inicial se consagrou.