Parnaíba - PI

Empresário é amarrado e feito refém durante assalto em Parnaíba

Os assaltantes amarraram e ameaçaram as vítimas e levaram uma grande quantidade de dinheiro.

THAIS GUIMARÃES
- atualizado

Quatro homens armados invadiram a residência do empresário Adriano de Moraes Santos, que trabalha com aluguel de carros, e o fizeram de refém junto com o vigilante da casa, também identificado como Adriano, na tarde desta quinta-feira (27) em Parnaíba. Os assaltantes amarraram e ameaçaram as vítimas e levaram uma R$ 11 mil em dinheiro.

De acordo com o tenente Vilamar, que atendeu a ocorrência, o fato aconteceu por volta das 13h30min. “O empresário estava chegando em sua casa e não percebeu que vinha sendo seguido por dois carros, um Fiat Strada de cor verde e um Jeep Renegade preto. No momento em que ele adentrou a residência o Fiat entrou junto, e de dentro dele saíram quatro homens armados. O outro veículo ficou de fora para dar assistência”, informou ao GP1.

O oficial da PM contou que os quatro homens estavam armados de pistola e amarraram as mãos e os pés de Adriano e do vigilante. “Durante o assalto, os indivíduos falaram que vinham monitorando o empresário há cerca de três meses e contaram detalhes sobre a vida dele, afirmando que sabiam que na casa tinha dinheiro. Não houve tortura física além de terem amarrado as vítimas, mas um dos assaltantes estava alterado, ameaçando os reféns de morte”, explicou.

A ação durou cerca de 40 minutos. Os assaltantes foram embora levando R$ 10 mil que estava em um cofre e mil reais que tinha na carteira do empresário. Eles também roubaram as chaves dos veículos e da casa e deixaram os dois amarrados, até que o vigilante Adriano conseguiu se livrar das amarras e libertou Adriano de Moraes. Eles acionaram a Polícia Militar pelo 190, que rapidamente chegou ao local. “Quando chegamos na casa e fomos buscar as imagens das câmeras de segurança, constatamos que ela não fez registro algum. As imagens as quais tivemos acesso foram da câmera da residência vizinha, que registrou apenas aplaca do Fiat Strada, que é de Piripiri”, finalizou o tenente Vilamar. Adriano de Moraes registrou Boletim de Ocorrência na Delegacia de Polícia Civil, que investigará o caso.

Mais conteúdo sobre: