Mundo

EUA e China assinam 1ª fase de acordo para trégua em guerra comercial

Donald Trump afirmou que os dois países dão 'passo importante para uma relação equilibrada e justa'; detalhes do tratado ainda não foram divulgados.

Por  Estadão Conteúdo

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou que seu país e a China estão avançando "um passo importante para uma relação equilibrada e justa". A declaração foi feita durante discurso na cerimônia de assinatura da "fase 1" do acordo comercial entre as nações, que acontece nesta quarta-feira, 15, em Washington.

O vice-presidente dos EUA, Mike Pence, destacou o "incrível relacionamento" com os chineses. Ele ainda classificou o acordo comercial sino-americano como claro, justo e recíproco. "Fizemos progresso em questões ligadas a manipulação cambial", disse, destacando que houve também "grande progresso em relação a propriedade intelectual e transferência tecnológica".

Trump agradeceu ao presidente chinês, Xi Jinping, pelo pacto e prometeu ir à China em um futuro próximo, como gesto de reciprocidade.

Detalhes do acordo ainda não foram divulgados.

Mercado

Donald Trump comemorou o movimento de alta no mercado acionário dos Estados Unidos antes da assinatura do acordo.

Em um discurso humorado na abertura da cerimônia que marca o pacto, em andamento em Washington, Trump destacou que o índice Dow Jones da Bolsa de Nova York bateu a marca dos 29 mil pontos com a expectativa positiva para o acordo com os chineses.

Durante o discurso, o presidente disse que pretende se encontrar amanhã com o CEO do JP Morgan, Jamie Dimon, enquanto agradecia e brincava com empresários e autoridades presentes no evento.

Trump disse ainda acreditar que o acordo assinado hoje com a China vai alavancar a gigante do setor aéreo Boeing, que tem enfrentado queda no pedido de aeronave após acidentes com aeronaves do modelo Max.