Política

Fábio Abreu diz que futuro na Segurança será definido após o 2º turno

O capitão foi indagado sobre a possibilidade de ele permanecer na Câmara e o deputado estadual Coronel Carlos Augusto assumir a pasta.

Germana Chaves
Teresina
Thais Guimarães
Teresina
- atualizado

O deputado federal Fábio Abreu (PL), em entrevista à imprensa nesta quarta-feira (18), foi questionado sobre os rumos da Secretaria de Estado da Segurança do Piauí, que até abril deste ano era comandada por ele, que teve de entregar o cargo para disputar a Prefeitura de Teresina. O capitão foi indagado sobre a possibilidade de ele permanecer na Câmara e o deputado estadual Coronel Carlos Augusto assumir a pasta.

De acordo com Fábio Abreu, o governador Wellington Dias ainda não sinalizou qualquer decisão a ser tomada em relação ao comando da Secretaria de Segurança, e que as discussões a respeito do tema só devem ser feitas após o segundo turno. No entanto, o deputado reforço que, independentemente de qualquer definição por parte do executivo, ele seguirá colaborando para a segurança pública no estado.

  • Foto: Alef Leão/GP1Fábio AbreuFábio Abreu

“O governador não falou a respeito de secretaria, mas o que ficou acordado é que se conversa a respeito disso quando passar o segundo turno, acredito que qualquer decisão é por parte do governador, o que acontece é que eu estou disposto a ajudar a segurança pública, isso aí é incondicional, independente de qualquer situação eu vou estar ajudando e colaborando para melhorar a segurança pública”, declarou.

Fábio Abreu ressaltou que agora investirá em projetos que começou a idealizar na Câmara, a fim de contribuir para a segurança no Piauí. “Estamos observando projetos que inclusive deixamos quando estávamos na Secretaria e que começam a ter a possibilidade de serem postos em prática, isso para nós é importante porque precisamos acompanhar como parlamentar essa colaboração independente dessa decisão [do governador]”, concluiu.