Teresina - PI

Fábio Abreu gastou R$ 354 mil do fundo eleitoral com a empresa Limpserv

A maior parte do valor pago a Limpserv é referente a “atividades de militância e mobilização de rua”. Os outros gastos são com serviços de motorista, auxiliar de logística e segurança.

Thais Guimarães
Teresina
- atualizado

O candidato a prefeito de Teresina pelo PL, Fábio Abreu, recebeu pouco mais de R$ 1,5 milhão para gastar em sua campanha, grande parte dessa quantia referente ao fundo eleitoral, e já utilizou R$ 1,2 milhão desse montante, cerca de 78% do total arrecadado. Um terço da verba já utilizada foi destinada a uma empresa de serviços terceirizados de limpeza, a Limpserv Eireli.

De acordo com dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), atualizados na tarde desta quinta-feira (12), o candidato pagou exatos R$ 354.333,71 (trezentos e cinquenta e quatro mil, trezentos e trinta e três reais e setenta e um centavos) à empresa Limpserv Eireli. Dentre os serviços e materiais adquiridos junto a empresa, está uma lista de materiais de limpeza, contendo detergente, sabão em barra, água sanitária, saco de lixo, pano de chão, esponja de lavar louça, papel higiênico, desinfetante, vassoura e papel toalha.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Fábio AbreuFábio Abreu

A maior parte do valor pago a Limpserv é referente a “atividades de militância e mobilização de rua”. Os outros gastos são com serviços de motorista, auxiliar de logística e segurança.

  • Foto: Divulgação/TSEDespesas de campanha de Fábio AbreuDespesas de campanha de Fábio Abreu

Todos os gastos foram divulgados e detalhados pelo deputado federal junto à plataforma DivulgaCandContas, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

  • Foto: Divulgação/TSEGastos realizados por Fábio AbreuGastos realizados por Fábio Abreu

Prestação de contas

Fábio Abreu recebeu R$ 1.553.085,85 (um milhão, quinhentos e cinquenta e três mil, oitenta e cinco reais e oitenta e cinco centavos), sendo que destes, R$ 1,5 milhão é oriundo da direção nacional do Partido Liberal (PL). Quanto às desposas já contratadas, o candidato já gastou R$ 1.217.077,87 (um milhão, duzentos e dezessete mil, setenta e sete reais e oitenta e sete centavos).

O TSE mostra ainda que o candidato gastou pouco mais de R$ 191 mil com publicidade por materiais impressos; R$ 133 mil com impressão de adesivos; R$ 104 mil com locação de veículos; R$ 100 mil com assessoria jurídica; R$ 85 mil com serviços de marketing político; R$ 50 mil com serviços de contabilidade; R$ 50 mil com alimentação; e R$ 50 mil com combustíveis. Os demais gastos são inferiores a R$ 50 mil.

Outro lado

O GP1 tentou contato com Fábio Abreu nesta quarta-feira (11) e nesta quinta (12), no entanto, o deputado não atendeu às ligações e não respondeu às mensagens.

Nossa reportagem também procurou a assessoria do candidato, que ficou de consultar o setor contábil da campanha e enviar posicionamento, o que não ocorreu até a publicação desta matéria.