Teresina - PI

Falso dentista confessa que comprou diploma por R$ 6 mil no Piauí

Ele relatou que comprou o documento de uma pessoa “lá de dentro” [da faculdade] e que o valor cobrado foi de R$ 6 mil.

Wanessa Gommes
Teresina
- atualizado

A Polícia Civil do Piauí divulgou, nesta sexta-feira (07), um vídeo onde Valman Paulino dos Santos, preso ao tentar se registrar no Conselho Regional de Odontologia do Piauí (CRO-PI), confessou que comprou o diploma pelo valor de R$ 6 mil.

Ele relatou que comprou o documento de uma pessoa “lá de dentro” [da faculdade] e que o valor cobrado foi de R$ 6 mil.

“Eu quero dizer pro senhor que foi uma pessoa lá de dentro que me vendeu”, afirmou Valman. Em seguida o policial pergunta o valor que ele pagou. “R$ 6 mil”, respondeu.

Prisão

Valman, que foi candidato a vereador de Caixas, no Maranhão, foi preso, na tarde dessa quinta-feira (06), dentro do CRO, em Teresina, com um diploma de graduação falso. Ele tentava obter um registro para exercer a profissão, na qual já atuava há 23 anos.

Revogação da prisão

Nesta sexta-feira, o juiz Jorge Cley Martins Vieira, da Central de Inquéritos, concedeu liberdade provisória ao acusado, mediante pagamento de fiança, no valor de R$ 2.944 e cumprimento de medidas cautelares.

Para o magistrado, a prisão do acusado não pôde ser convertida para preventiva devido à falta de provas que comprovem a autoria do crime.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Justiça manda soltar falso dentista preso na sede do CRO em Teresina

Falso dentista é preso em flagrante na sede do CRO em Teresina