Piauí

Filme piauiense "Flor de Abril" do cineasta Cícero Filho entra em cartaz nos cinemas

A première está prevista para ocorrer, no dia primeiro de Dezembro, no Teatro daAssembléia, com apoio do Dr. Anfrísio Lobão e do Deputado Estadual Themístocles Filho.

Da Redação

Depois de mais de três anos de produção, o filme “Flor de Abril”, do cineasta Cícero Filho, finalmente marcou sua data de estréia. O lançamento do filme "Flor de Abril" está confirmado em Teresina (PI) e em São Paulo (SP). Em São Paulo, a estréia será no cine Reserva Cultural, dia 24 de novembro, com a presença de atores, apoiadores e jornalistas. Em Teresina, a temporada de exibição ocorrem de 2 a 8 de dezembro, no cine Riverside shopping, em duas sessões 18h30 e 20h40. A première está prevista para ocorrer, no dia primeiro de Dezembro, no Teatro da Assembléia, com apoio do Dr. Anfrísio Lobão e do Deputado Estadual Themístocles Filho.

Imagem: DivulgaçãoFilme Filme "Flor de Abril"


Nesse momento decisivo, o diretor Cícero Filho confessa que foram muitos os momentos difíceis nessa trajetória: “Muita regravação de cenas, pouco incentivo financeiro, atores que desistiam no meio do caminho, enfim, situações complexas”, diz. Mas, segundo ele, a vontade produzir o filme foi mais persistente. “A expectativa das pessoas em verem o resultado final desse empreendimento é muito grande. Para mim, sem dúvida, é um momento de grande felicidade, e, ao mesmo tempo, um misto de ansiedade e outras emoções. Esta estréia é a prova de fogo”, diz.

Flor de Abril é o terceiro longa-metragem de Cícero Filho, diretor da comédia de sucesso. “Ai que Vida” (2007) e do drama “Entre o Amor e a Razão” (2006). O filme acompanha a trajetória de Teresa, moça ingênua e romântica, que é vítima de uma série de circunstâncias extremas. O tema central é a busca pelo amor, mas o filme aborda também as perdas que acabam afetando a vida de todos os personagens, cuja sina trágica encaixa-se na realidade de muitos nordestinos. Da menina do campo à prostituta repleta de culpa, Teresa busca sua redenção ao entregar-se a um novo amor, mas, como é da natureza humana, comete mais erros.

Imagem: DivulgaçãoElenco principal do filme(Imagem:Divulgação)Elenco principal do filme


O título do filme "Flor de Abril" remete a uma flor única do nordeste brasileiro, que nasce apenas no mês de março, mas suas pétalas - de cor púrpura - desabrocham em abril e murcham no mesmo mês. Assim será Teresa, que da ingenuidade típica dos adolescentes apaixonados, murchará com as decepções. Diante de complexidades tão antagônicas, o roteiro adquire força ao acompanhar os conflitos, os dramas e os sentimentos de cada personagem da história, em um emaranhado de relações. Além dos elementos dramáticos, o filme enfoca a onipresença e a imponência das belíssimas paisagens do Piauí e do Maranhão, além de cenas da urbana São Paulo, destacadas pela fotografia, o que as tornará praticamente um dos personagens do filme. O filme "Flor de Abril" não pretende reproduzir o Nordeste idealizado, dentro de uma estética acadêmica formal, mas revelar por meio de diversos referenciais culturais, os contornos dessa realidade.

O filme “Flor de Abril” envolveu um grande contingente de colaboradores. Foram mais de quinhentas pessoas trabalhando durante três anos de produção, entre atores, figurantes e produtores. Em muitos momentos, comunidades do interior também participaram das gravações, dando mais verossimilhança à história. O filme também é um grande retrato de uma parte do Brasil que poucos conhecem.

Imagem: DivulgaçãoEquipe que trabalhou no filme Equipe que trabalhou no filme "Flor de Abril"


O filme tem cenas gravadas nas cidades do Maranhão: Barro Vermelho, povoado de Poção de Pedras (MA); Olho d´Água, povoado de Pedreiras (MA); e na capital São Luis (MA). No estado do Piauí, além da capital Teresina, o filme tem cenas gravadas em Amarante e em Campo Maior, que participa com as locações feitas na secular Fazenda Abelheiras. O projeto foi iniciado em 2008, com a redação da história original assinada por Cícero Filho. Em seguida, em 2009, várias etapas importantes, como a elaboração do roteiro, a escolha de atores e a gravação da primeira etapa do filme.

O Roteiro traz a assinatura da jornalista Kelma Gallas (PI) e do escritor Paulo Batalha (MA). Em 2010, foram gravadas as cenas da segunda e terceira etapas do filme, e, em 2011, ocorreram os processos de edição, gravação e inserção da Trilha Sonora, e finalização do filme. Flor de Abril traz a trilha sonora instrumental assinada por Alfredo Werney (PI), com a colaboração do produtor musical André Melo. Grandes intérpretes marcam presença na trilha, como Emanuel de Jesus (MA), Fernanda Garcia (MA), Nayra Lima (PI), Soraya Castelo Branco (PI), dentre outros grandes talentos. Clássicos da MPB, como “Onde Estará Meu Amor”, cedida por Chico César, é um grande destaque da trilha sonora do filme.