Teresina - PI

Firmino Filho diz que prefeitura gasta R$ 11 milhões para manter o HUT

"Hoje, dos R$ 14 milhões gastos mensalmente com o HUT, só recebemos de repasse de R$ 3 milhões. Ou seja, a Prefeitura arca com R$ 11 milhões todo mês para continuar oferecendo o serviço", afirmou.

Wanessa Gommes
Teresina

O prefeito Firmino Filho comentou, nesta quinta-feira (08), em sua página no Facebook, sobre um levantamento realizado pelo Conselho Federal de Medicina (CFM), em parceria com a organização não governamental Contas Abertas, que apontou que Teresina foi a capital do país que mais teve gastos por pessoa com saúde no ano de 2019, sendo uma média de R$ 703,76.

Firmino elencou as razões que fizeram com que Teresina fosse a capital com mais gastos com a saúde. “Além de termos uma cobertura de 100% no Programa Saúde da Família, o que revela a organização da nossa atenção básica, nossa rede de assistência é ampla, resolutiva e bem distribuída por toda cidade, inclusive na zona rural. Isso foi determinante para que enfrentássemos com eficiência a pandemia do novo coronavírus”, afirmou.

O prefeito destacou ainda que ao longo dos anos, Teresina vem absorvendo responsabilidade do Estado e de vários outros municípios. “Segundo o IBGE, também somos a capital brasileira que mais recebe pacientes de alta complexidade advindos de outros municípios. São cerca de 300 cidades que buscam o serviço de saúde da capital piauiense”, completou.

Firmino afirmou também que dos R$ 14 milhões gastos mensalmente com o HUT, a prefeitura só recebe R$ 3 milhões, o que significa que o município arca com R$ 11 milhões todo mês para manter o hospital.

O Jornal Folha de São Paulo analisou gastos dos municípios brasileiros com Saúde e apontou que Teresina é a capital...

Posted by Firmino Filho on Thursday, October 8, 2020

NOTÍCIA RELACIONADA

Teresina gastou R$ 703 por pessoa com saúde pública, diz CFM