Esportes

Flamengo-PI é multado em R$ 1 mil em caso de injúria racial

No mês passado, o jogador do Piauí foi expulso do campo e enquanto se dirigia ao vestiário foi chamado de "macaco" pelos torcedores do flamengo no estádio Lindolfo Monteiro.

Jonas Carvalho
Teresina
- atualizado

Membros da comissão disciplinar decidiram em julgamento realizado na sede do Tribunal de Justiça Desportiva (TJD-PI) nesta terça-feira (19), multar o Esporte Clube Flamengo em R$ 1 mil pelo caso de injúria racial ocorrido contra o zagueiro Alan.

No mês passado, o jogador do Piauí foi expulso do campo e enquanto se dirigia ao vestiário foi chamado de "macaco" pelos torcedores do Flamengo no estádio Lindolfo Monteiro.

O relator do caso, Carlos Richard Oliveira, decidiu também punir o torcedor, impedindo-o de estar presente em partidas realizadas no estado do Piauí. De acordo com a punição proposta por Carlos Richard, o torcedor ficará suspenso das praças esportivas por 365 dias.

Indiciado de acordo com o artigo de número 243-G do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD) que pune quem “praticar ato discriminatório, desdenhoso ou ultrajante, relacionado a preconceito em razão de origem étnica, raça, sexo, cor, idade, condição de pessoa idosa ou portadora de deficiência”, o Flamengo recebeu a multa mínima que poderia ter chegado a R$ 100 mil.

O crime foi relatado pelo árbitro da partida, Ideilon Helton Alves Lima, que informou na súmula do jogo o caso dentro de campo após a denúncia do desportista do Piauí ao juiz do jogo.

O Flamengo entra em campo na próxima quarta-feira (27) contra o 4 de Julho pela última rodada do Campeonato Piauiense. A partida acontece em Piripiri às 20 horas na Arena Ytacoatiara.