Teresina - PI

Georgiano suaviza insatisfação e diz que PSD segue com Wellington

"Nunca tivemos aliados ao governador vinculados a questão de indicar ou não cargos”, disse o deputado Georgiano.

Germana Chaves
Teresina
- atualizado

Até o final desta semana, os deputados do PSD Júlio César Lima e Georgiano Neto se reunirão com o governador Wellington Dias (PT-PI). Esse será o primeiro encontro reservado entre eles, depois que os dois parlamentares perderam o comando da Agência de Defesa Agropecuária do Piauí (Adapi) para o deputado estadual do Progressistas, Firmino Paulo.

A mudança promovida por Wellington, nos últimos momentos de negociação do novo secretariado, causou um mal-estar dentro do PSD. À época, Georgiano garantiu que não havia sido comunicado pelo chefe do Palácio de Karnak sobre a alteração.

Ao GP1 nesta quarta-feira (07), o pessedista antecipou que o partido seguirá ao lado do governador.

  • Foto: Helio Alef/GP1Georgiano NetoGeorgiano Neto

“Continuamos com o governador. Tivemos um êxito grande no resultado das eleições e agora vamos ajudar o governador a governar o Piauí. Deveremos ter outra conversa para definir detalhes, mas o caminho é trabalhar pelo Piauí. Nunca tivemos aliados ao governador vinculados a questão de indicar ou não cargos”, disse o deputado Georgiano.

Em harmonia

O parlamentar falou ainda que não há clima de desarmonia entre o PSD e o governador Wellington Dias. “Nunca houve desarmonia, animosidade com o governador. Sempre tivemos um bom diálogo e vamos continuar a conversar”, finalizou Neto.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Osmar descarta nova pasta para o PSD após impasse sobre Adapi

Wellington Dias vai se reunir com PSD após ceder Adapi para o PP

PP fica com Adapi e Georgiano Neto diz que não foi comunicado