Corrente - PI

Gladson Murilo é acusado de atrasar repasse ao Fundo Previdenciário

A dívida atualizada, com juros, alcança o montante de R$ 684.399,42 (seiscentos e oitenta e quatro mil, trezentos e noventa e nove reais e quarenta e dois centavos).  

Gil Sobreira
Teresina
- atualizado

O prefeito Gladson Murilo (Progressista) vem atrasando o repasse da contribuição patronal ao Fundo Previdenciário de Corrente – Corrente-Prev. A contribuição paga pela prefeitura se junta ao valor que é descontado da folha de pagamento do servidor na formação do fundo.

Segundo ofício enviado ao vereador Márcio Antônio Barros Rocha (MDB) pela gerente do Fundo Previdenciário, Mara Rodrigues de Sousa Nogueira, a Secretaria Municipal de Educação encontra-se inadimplente com relação ao recolhimento referente às competências de junho a setembro de 2019. A dívida atualizada, com juros, alcança o montante de R$ 684.399,42 (seiscentos e oitenta e quatro mil, trezentos e noventa e nove reais e quarenta e dois centavos).

  • Foto: Facebook/Iracema PortellaGladson MuriloGladson Murilo

Conforme planilha anexada à informação repassada ao vereador, a prefeitura vem atrasado o recolhimento patronal dos professores cedidos, Fundeb 60% e Fundeb 40%.

  • Foto: DivulgaçãoPrefeito Gladson é acusado de atrasar repasse Prefeito Gladson é acusado de atrasar repasse

Caso a contribuição não seja atualizada, o Município de Corrente está sujeito a não obter o Certificado de Regularidade Previdência (CRP) que é exigido para a realização das transferências voluntárias de recursos da União, em concessão de empréstimos, financiamentos e celebração de acordos, além de ter as contas bloqueadas pelo TCE.

O Certificado atesta que o ente federativo segue normas de boa gestão, de forma a assegurar o pagamento dos benefícios previdenciários aos seus segurados.

Outro lado

O prefeito Gladson Murilo não foi localizado pelo GP1.