Piauí

Governo do Piauí lamenta morte do médico e advogado Edvar Cavalcante

Edvar Cavalcante morreu na tarde dessa quarta-feira (11), aos 80 anos de idade, de causas naturais.

Camilla Menezes
Teresina
- atualizado

O Governo do Estado do Piauí divulgou uma nota de pesar na manhã desta quinta-feira (12), lamentando o falecimento do médico ginecologista e advogado Edvar Cavalcante de Oliveira, aos 80 anos de idade. Ele morreu na tarde dessa quarta-feira (11), de causas naturais, em um hospital da rede privada onde estava internado para tratar de uma doença crônica.

Edvar Cavalcante era professor aposentado da Universidade Federal do Piauí (UFPI) e ocupou vários cargos públicos, incluindo a diretoria do IAPEP.

Em nota, o Governo do Piauí se solidariza com os familiares e amigos de Edvar e relembra do médico e advogado como professor, líder político, ex-vereador e diretor do IAPEP.

Confira a nota na íntegra

O Governo do Estado do Piauí lamenta o falecimento de Edvar Cavalcante, líder político de Regeneração, nesta quarta-feira (11). Edvar foi professor da Universidade Federal do Piauí (UFPI), advogado e diretor do Instituto da Assistência à Saúde dos Servidores Públicos do Estado do Piauí (Iapep), além de ex-vereador de Regeneração.

Neste momento de dor, em nome dos piauienses, o Governo do Piauí se solidariza com os familiares e amigos de Edvar Cavalcante.

NOTÍCIA RELACIONADA

Médico e advogado Edvar Cavalcante morre aos 80 anos em Teresina