Brasil

Governo federal autoriza operação das Forças Armadas em Roraima

Medida deverá ser estendida a todos os Estados da Amazônia brasileira. Intensificação de queimadas na região causou repercussão mundial.

Por  Estadão Conteúdo
- atualizado

O governo federal autorizou operação de Garantia da Lei e da Ordem (GLO) para que as Forças Armadas atuem no Estado de Roraima. O objetivo é que a medida seja estendida a todos os Estados da Amazônia Legal. Mais cedo, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) já havia afirmado que a "tendência" era que o governo acionasse tropas do Exército para auxiliar no combate aos incêndios na região amazônica. Um Diário Oficial da União extra será publicado ainda nesta sexta.

Como primeira ação, as Forças Armadas vão começar a atuar em Roraima com 2 aviões, que poderão despejar produtos para combater o fogo. Realizadas exclusivamente por ordem expressa do presidente, as missões de GLO ocorrem nos casos em que há o esgotamento das forças tradicionais de segurança pública, em situações específicas. Este tipo de operação foi adotada, por exemplo, durante crises de segurança no Rio e durante a Olímpiada de 2016. A medida é adotada após pedidos dos Estados.

As queimadas recordes na região amazônica vêm despertando forte preocupação dos governos europeus e da comunidade científica, com ampla divulgação negativa sobre o governo brasileiro. França e Irlanda ameaçam bloquear o acordo comercial entre a União Europeia e o Mercosul, firmado em junho, caso o Brasil não tome providências para proteger a floresta amazônica.

Na noite de quinta, o governo publicou em edição extra do Diário Oficial da União(DOU) despacho que determina que todos os ministros adotem "medidas necessárias para o levantamento e o combate a focos de incêndio na região da Amazônia Legal para a preservação e a defesa da Floresta Amazônica".

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Governo orienta embaixadas a defender políticas de Bolsonaro para Amazônia

EUA estão preocupados com impacto de incêndios na Amazônia

Bolsonaro avalia falar em rede nacional sobre queimadas na Amazônia

Mais conteúdo sobre: