Cristino Castro - PI

Homem vai a Júri Popular pela morte de cunhado em Palmeira do Piauí

A sentença do juiz de direito Nauro Thomaz de Carvalho, da Vara Única da Comarca de Cristino Castro, foi dada nesta terça-feira (07).

Wanessa Gommes
Teresina
- atualizado

O juiz de direito Nauro Thomaz de Carvalho, da Vara Única da Comarca de Cristino Castro, decidiu pronunciar José Júnior Rocha da Silva, que vai a julgamento pelo Tribunal Popular do Júri acusado da morte do seu cunhado Izaidon França da Silva, em janeiro de 2018. A sentença foi dada nesta terça-feira (07).

Segundo o inquérito policial, no dia 22 de janeiro de 2018, por volta das 20h, o denunciado, agindo com consciência e manifesta intenção de matar, por motivo fútil (uma discussão por causa de uma casa em Palmeira do Piauí) e sem que tenham dado qualquer possibilidade de defesa ao ofendido (facada na região abdominal), desferiu golpes de faca na vítima Izaidon França da Silva, causando sua morte, conforme declaração de óbito e Auto de Exame Cadavérico juntados aos autos.

Fi apurado que a vítima se encontrava em casa com Keline e Dayvid, respectivamente, sua irmã e sobrinho, e o denunciado, seu cunhado, que se encontrava tratando uma galinha com uma faca, momento em que o José começou a provocar Izaidon sobre a propriedade de uma casa o que causou a discussão. José partiu para cima da vítima com a faca que tinha em seu poder, sendo contido por sua companheira, enquantoo seu cunhado usou uma cadeira para se defender, sendo contido por Dayvid.

Em seguida, os ânimos pareciam apaziguados quando a vítima resolve atacar o denunciado com a tampa da panela de pressão, vindo a atingir sua irmã. Izaidon então foi em direção ao denunciado que desferiu uma facada causando a sua morte.

O réu apresentou resposta à acusação alegando legítima defesa.

O magistrado decidiu então pronunciar José pelo crime de homicídio qualificado por motivo fútil.