Piauí

Hugo Victor cobra pagamento de salário dos servidores da Policlínica

Vereador denuncia que os servidores estão há quatro meses sem receber salário e cobra uma solução por parte do governo do estado.

José Maria Barros
Picos

O presidente da Câmara Municipal de Picos, Hugo Victor Saunders Martins (MDB), cobrou na sessão desta quinta-feira, 24, que o governo do estado regularize o pagamento dos servidores do Centro de Assistência Médica de Picos (Campi), antiga Policlínica. De acordo com o parlamentar, os trabalhadores estão há quatro meses sem receber salário.

Segundo apurou a reportagem do GP1, está atrasado o salário de todos os servidores, incluindo médicos e enfermeiros; prestadores de serviços, terceirizados, ou seja, o quadro de pessoal lotado no Campi, antiga Policlínica.

  • Foto: José Maria Barros/GP1Hugo Victor cobra  regularização dos repasses da PoliclínicaHugo Victor cobra regularização dos repasses da Policlínica

“Temos cobrado por várias vezes que seja regularizado o repasse do Campi! O centro está sofrendo bastante, há quatro meses de salários atrasados e isso compromete o atendimento à população, compromete a marcação de exames e pequenas cirurgias que são feitas lá. Com isso, quem está sendo prejudicada é a população de Picos e região, que tinha esse atendimento de saúde de qualidade” – denuncia Hugo Victor.

Através de requerimento aprovado pela Câmara de Picos, Hugo Victor explicou que está solicitando do governador Wellington Dias (PT), que tome ciência do estado em que se encontra o Campi e, assim possa dá uma solução para o problema.

  • Foto: José Maria Barros/GP1Policlínica já foi referência em atendimento à saúde em PicosPoliclínica já foi referência em atendimento à saúde em Picos

Dentre as sugestões apresentadas pelo presidente da Câmara de Picos está a transferência do Campi para a Fundação Hospitalar. Ou então, que seja levado o problema ao secretário estadual de Saúde para que ele se comprometa em fazer os repasses o mais rapidamente possível e dessa forma, o atendimento à população seja regularizado.

“Está atrasado o salário de todos os servidores, prestadores de serviço e terceirizados. Aluguel do prédio também está atrasado! Inclusive, o Ministério Público do Trabalho já notificou essa semana a atual diretoria do Campi, que já teve seu mandato prorrogado por dois ou três meses. Tem que ser realizada uma nova eleição e que venha uma solução o mais rápido possível. O que não pode é Picos perder o Campi, que é uma referência em saúde pública” – alertou Hugo Victor.

  • Foto: José Maria Barros/GP1Policlínica de Picos está sen receber repasses há cinco mesesPoliclínica de Picos está sen receber repasses há cinco meses
Mais conteúdo sobre: