Brumadinho - MG

Ibama encontra dois corpos durante inspeção no rio Paraopeba

Área fica a cerca de sete quilômetros de distância do local onde rompeu a barragem da mineradora Vale, no Córrego do Feijão.

Por  Estadão Conteúdo
- atualizado

O Ibama realizava um levantamento técnico sobre os impactos da tragédia de Brumadinho na fauna no Rio Paraopeba, quando a equipe de agentes se deparou com dois corpos.

Em um barco de pequeno porte, dois agentes do Ibama e um policial militar ambiental de Betim faziam uma inspeção visual rio, na tarde de sábado, 2, com o objetivo de coletar informações sobre mortandade de animais. Os corpos foram encontrados numa área central de Brumadinho, presos em vegetações nas margens do Paraopeba.

  • Foto: Divulgação/Corpo de BombeirosEscombros de casas e máquinas são encontrados no local da tragédiaEscombros de casas e máquinas são encontrados no local da tragédia

A área fica a cerca de sete quilômetros de distância do local onde rompeu a barragem da mineradora Vale, no Córrego do Feijão. O primeiro corpo era um troco com braços. Os bombeiros foram acionados imediatamente para retirar a vítima do local.

Cerca de 150 metros acima do rio, a equipe voltou a encontrar partes de uma vítima, desta vez uma perna. O Corpo de Bombeiros teve de ser acionado novamente para retirar a vítima.

A Polícia Militar Ambiental de Betim registrou um boletim de ocorrência sobre os corpos, que seguiram para identificação. Até a noite de sábado, 2, o Corpo de Bombeiros de Minas Gerais havia confirmado 121 mortos e 226 desaparecidos na tragédia.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Número de pessoas mortas na tragédia em Brumadinho sobre para 121

Mortos em Brumadinho chegam a 115 e desaparecidos são 248

Vídeos mostram rompimento da barragem em Brumadinho