Barras - PI

Incêndio de grandes proporções destrói cozinha de escola em Barras

No momento do incêndio além dos professores, tinham entre 100 e 150 alunos em sala.

Fábio Wellington
Teresina
- atualizado

Um incêndio de grandes proporções destruiu completamente a cozinha da Unidade Escolar Francisca Trindade, localizada no bairro Santinho, município de Barras, distante 190 km de Teresina. O fato aconteceu por volta das 11h, desta quinta-feira (17).

Na escola funcionam cinco turmas de tempo integral, e assim que as chamas iniciaram, o prédio foi evacuado. No momento do incêndio além dos professores, tinham entre 100 e 150 alunos em sala.

Em entrevista ao GP1, nesta quinta-feira (17), o coordenador do Grupo de Resgate Voluntário de Barras (GRV), Francisco Sampaio, afirmou que a suspeita é que tenha ocorrido um superaquecimento em uma das mangueiras que ligam os botijões ao fogão, em seguida vindo a romper, e dando início às chamas.

  • Foto: Divulgação/GRVIncêndio destrói cozinha de escola na cidade de BarrasIncêndio destrói cozinha de escola na cidade de Barras

“Com o início das chamas na primeira mangueira, todos os outros fogões e botijões foram atingidos. No total quatro vasilhames de gás foram atingidos. As chamas foram tão intensas que a cozinha ficou completamente destruída”, disse Sampaio.

O coordenador contou que foi preciso quebrar a tubulação de uma caixa de água que estava próxima, para ajudar no combate às chamas. “A gente solicitou o carro pipa a prefeitura, mas o veículo estava na zona rural e não tinha como falar com o motorista. A nossa sorte e que ao da cozinha tinha uma caixa de água então quebramos a tubulação e viramos o cano para as chamas, assim conseguindo debelar o incêndio”, explicou Francisco Sampaio.

Ainda de acordo com Sampaio, se os quatro botijões tivessem explodido, uma tragédia teria acontecido. “O local não é seguro. As salas ficam próximas a cozinha, se caso esses vasilhames de gás tivessem explodido, pessoas teriam morrido na escola”, falou o coordenador.

A direção da escola comunicou o fato à Secretaria Estadual de Educação (SEDUC), que deve abrir uma investigação para apurar as causas do incêndio.

Mais conteúdo sobre: