Chapecó - SC

Jogador piauiense que atua na Chapecoense é internado com covid-19

Por meio das redes sociais, o atleta disse que esse é “maior desafio da vida”.

Andressa Martins
Teresina
Davi Fernandes
Teresina
- atualizado

O atacante piauiense Roberto Heuchayer, 29 anos, que atua na Chapecoense, foi diagnosticado com o novo coronavírus (covid-19) e internado após apresentar sintomas como falta de ar e tosse na cidade de Chapecó, em Santa Catarina. Por meio das redes sociais, o atleta disse que esse é “maior desafio da vida”.

Na manhã desta segunda-feira (13) a Chapecoense informou em nota que Roberto segue internado desde domingo (12), estável e passa por suplementação de oxigênio por conta do desconforto respiratório.

  • Foto: Divulgação/InstagramRoberto, atacante da ChapecoenseRoberto, atacante da Chapecoense

Jogo suspenso

O jogo entre o Avaí e Chapecoense, que estava marcado para o último sábado (11), foi cancelado pela Superintendência de Vigilância em Saúde de Santa Catarina. No informe, a vigência informou que “uma das equipes teve 14 casos confirmados para covid-19”.

O Campeonato Catarinense foi suspenso e ainda não há data para retorno. O Avaí informou que testou todos os seus jogadores, mas que nenhum testou positivo. O Chapecoense não divulgou nomes de jogadores confirmados, mas o Governo de Santa Catarina informou que 14 pessoas entre jogadores e comissão técnicas foram infectadas.

Confira a nota na íntegra

No último domingo (12), o atleta Roberto – que testou positivo para o Covid-19 – procurou atendimento médico com tosse e falta de ar leve e, por conta disso, foi internado. Apesar da preocupação inicial, no entanto, o Dr. Fabiano Wickler informou que o jogador apresentou melhora em relação ao desconforto respiratório e está passando por suplementação de oxigênio. Roberto segue internado e em isolamento, mas, a fim de tranquilizar todos os torcedores, o clube destaca que a sua situação é estável.

Mais conteúdo sobre: