Teresina - PI

Jornal da Argentina faz menção a clássico Rivengo na final da Libertadores

Os clubes entram em campo no próximo dia 23 de novembro no Estádio Nacional Julio Martínez Prádanos, o Nacional do Chile.

Jonas Carvalho
Teresina
- atualizado

O clássico mais famoso do Piauí, protagonizado por River-PI e Flamengo-PI, ganhou destaque em um dos principais jornais esportivos da Argentina, o Olé, na manhã dessa quinta-feira (31). Isso porque os gigantes River Plate-ARG e Flamengo-RJ também se enfrentarão, mas agora pelo principal torneio da América do Sul: a Copa Libertadores.

O clássico regional acumula lista de semelhanças com as equipes que disputarão o troféu continental no próximo dia 23. Em 2017, o Tricolor Piauiense decidiu inovar e lançou dois uniformes com uma faixa vertical na cor vermelha, modelo esse semelhante ao utilizado pela tradicional equipe argentina. Já o Rubro-Negro do Piauí homenageia o clube carioca desde as cores ao símbolo estampado na camisa, que sofreu modificações em solo piauiense.

  • Foto: Divulgação/JornalOléClássico Rivengo reeditado na final da LibertadoresClássico Rivengo reeditado na final da Libertadores

Quando o assunto são os títulos, a soberania favorece o River. Conforme o levantamento feito pelos hermanos, a nível regional, o Galo Carijó é soberano com 31 títulos e o maior campeão do estado. O Flamengo segue atrás com 17 – o último conquistado em 2009, coincidentemente também foi última vez que a equipe carioca levantou a taça do Brasileirão.

Com relação aos títulos nacionais, embora disputem campeonatos distintos, o River Plate leva a melhor. Ao todo, Os Milionários acumulam 36 títulos nacionais, contra apenas cinco do Urubu. Em termos de Libertadores, os argentinos também são superiores com quatro taças – a última conquistada em 2018; a equipe da Gávea tem somente uma conquistada em 1981.

Deixando as rivalidades de lado, os clubes entram em campo no próximo dia 23 de novembro no Estádio Nacional Julio Martínez Prádanos, o Nacional do Chile, em Santiago.

Jogo assegurado

A onda de protestos que vem acontecendo desde a última semana na cidade de Santiago, no Chile, gerou dúvidas quanto à grande final da Libertadores da América, esta edição sediada na capital chilena. No entanto, a ministra de Esportes do país, Cecilia Pérez, garantiu ainda na tarde da última quarta-feira (30), que a partida está mantida para às 17h30, em Santiago.

Mais conteúdo sobre: