Teresina - PI

Juiz converte em preventiva a prisão da influencer Priscila Diniz

 A decisão do juiz Valdemir Ferreira Santos, da Central de Flagrantes, foi proferida no dia 13 de maio de 2020. 

Gil Sobreira
Teresina
- atualizado

A Justiça converteu em preventiva a prisão da digital influencer Priscila Diniz da Silva suspeita de cometer assalto na companhia de um homem identificado como Iago Oliveira da Silva, contra o pai de um estudante do colégio Dom Barreto, localizado na Rua Benjamin Constant, centro de Teresina. A decisão do juiz Valdemir Ferreira Santos, da Central de Flagrantes, foi proferida no dia 13 de maio de 2020.

Ao converter a prisão em preventiva, o juiz levou em conta a gravidade concreta da conduta praticada e a reiteração delitiva, já que havia um mandado de prisão temporária contra Iago Oliveira da Silva. Priscila Diniz não possui antecedentes criminais, mais para o magistrado, esse fato não tem a faculdade de evitar a decretação da prisão, caso estejam presentes outros requisitos.

  • Foto: Reprodução/FacebookPriscila DinizPriscila Diniz

Iago Oliveira Silva e Priscila Diniz foram presos no dia 12 de maio, após a Polícia Militar ser acionada sob a informação de que um casal havia roubado uma pessoa e que o segurança do estabelecimento de ensino percebeu a ação criminosa e reagiu, prendendo inicialmente o homem. Já Priscila Diniz tentou fugir a pé, mas foi contida por populares.

Uma guarnição do Batalhão de Rondas Ostensivas de Naturezas Especiais – BPRone – atendeu a ocorrência e conduziu o casal até a Central de Flagrantes de Teresina. Com eles foram encontrados aparelhos celulares, carteiras de bolso de supostas vítimas de outras ações delituosas.

Além disso, havia ainda um revólver calibre .32, municiado e uma motocicleta modelo Honda Pop 110.

NOTÍCIA RELACIONADA

Digital influencer é presa suspeita de assalto no centro de Teresina

Mais conteúdo sobre: