Teresina - PI

Juiz decreta preventiva de grupo que vendia carros alugados no Piauí

Os quatros acusados foram presos pelo GRECO. A ação do grupo criminoso consistia em alugar veículos em Teresina, que em seguida eram vendidos em cidades pequenas do Piauí, ou eram levados para outros.

Davi Fernandes
Teresina

O juiz Jorge Cley Martins Vieira, da Central de Inquéritos da Comarca de Teresina, converteu em preventivas, nesta quinta-feira (10), as prisões de Airton Douglas de Sousa, Breno Dionisio de Assis Lacerda, Francisco Wilton Duarte Mendes e Maria Kezia Viana Barbosa. Os quatro fazem parte de uma quadrilha que vendia carros alugados no interior do Piauí e em cidades de outros estados.

Nos autos, o magistrado destacou que, pela forma como o crime foi realizado, existe necessidade de resguardo da ordem pública, pois há indícios que comprovam a participação dos acusados em uma organização criminosa, com a prática de falsidade ideológica e com o intuito de alugar carros para serem vendidos em outros estados, dificultando a recuperação dos veículos.

“A necessidade de resguardo da ordem pública resulta da gravidade concreta do crime teoricamente praticado. O contexto dos fatos impede a concessão de liberdade, notadamente diante das circunstâncias do caso concreto, como, por exemplo: Há indícios suficientes que os acusados associaram-se de forma estável, permanente e hierarquizada a uma Organização Criminosa estruturalmente ordenada e escalonada pela divisão de tarefas, cujo objetivo incontestável foi a obtenção de vantagens patrimoniais mediante a prática falsidade ideológica com o fim de alugar veículos e venderem em Estados diversos da Federação, dificultando assim a recuperação dos bens. Os supostos autores, utilizam-se de comprovantes de residência falsos, além de efetuarem pagamento dos alugueis com cartões de crédito clonados”, destacou.

Prisão

A Polícia Civil do Piauí informou nesta quinta-feira (10) que um grupo de 4 pessoas, integrantes de uma organização criminosa, foram presas acusadas de vender carros alugados em cidades do Piauí e em outros estados, foram presos na noite dessa quarta-feira (09) em Teresina.

A ação foi desenvolvida pelo Grupo de Repressão ao Crime Organizado – GRECO. A ação do grupo criminoso consistia em alugar veículos em Teresina, que em seguida eram vendidos em cidades pequenas do Piauí, ou eram levados para outros estados do país. Os carros eram vendidos com valor bem abaixo do mercado.

Junto com os suspeitos, a Polícia Civil encontrou também máquinas de cartão de crédito, com isso, eles conseguiam alugar os veículos com nomes de pessoas que não moravam na Capital. Os criminosos fabricavam os cartões utilizando chips de celular.

A investigação teve início quando empresários da locação de veículos denunciaram ao GRECO, que seus carros eram alugados pelo grupo criminoso e depois não eram mais devolvidos. Após um trabalho de apuração, foi constatado que os carros eram levados para Pernambuco.

NOTÍCIA RELACIONADA

GRECO prende quadrilha acusada de vender carros alugados no Piauí