Teresina - PI

Juíza decreta preventiva de presos na Operação Freteiro em Teresina

A decisão da juíza Patrícia Luz Cavalcante, da Central de Inquéritos de Teresina, foi dada nessa sexta-feira (09).

Brunno Suênio
Teresina
Wanessa Gommes
Teresina
- atualizado

A juíza Patrícia Luz Cavalcante, da Central de Inquéritos de Teresina, converteu em preventiva as prisões de Pedro Vitor Rosa da Silva, Elielton Pereira Portela, Valdir Caldeira da Silva e Edilane Cassola Ferreira. Eles foram presos na última quinta-feira (08) durante Operação Freteiro, da Delegacia de Prevenção e Repressão ao Entorpecente (DEPRE), no bairro Recanto das Palmeiras, zona sudeste de Teresina. A decisão foi dada nessa sexta-feira (09).

Na ocasião, foram apreendidos 11 veículos, a maioria de luxo, além de 8kg de cocaína avaliada em mais de R$ 200 mil e um revólver calibre .38.

  • Foto: Divulgação/PC-PIValdir, sua esposa, além de Elilton e Pedro Vitor tiveram as prisões decretadas durante audiência de custódiaValdir, sua esposa, além de Elilton e Pedro Vitor tiveram as prisões decretadas durante audiência de custódia

De acordo com o coordenador da DEPRE, delegado Cadena Júnior, os policiais já estavam investigado Valdir Caldeira, considerado o líder do grupo, há cerca de 6 meses e na tarde do último dia 08 de agosto, os agentes foram realizar uma campana no local e observou-se uma movimentação intensa de veículos na porta da residência, onde verificou-se que Valdir entregava aos condutores dos automóveis uma "sacola de cor rosa".

  • Foto: Marcelo Cardoso/GP1Delegado Cadena JúniorDelegado Cadena Júnior

Em uma das entregas, seu vizinho, identificado como Pedro Vitor, acabou sendo autuado ao entregar a referida sacola ao condutor do veículo Corolla, Placa PIE- 1716, identificado como Elielton, com quem foi encontrado um tablete de cocaína.

Logo em seguida, de posse de um mandado de busca e apreensão, os investigadores adentraram do imóvel de Valdir Caldeira e da esposa Edilane Cassola, onde foram apreendidos seis tabletes de cocaína em uma mala de viagem, quatro invólucros da mesma substância, um revólver calibre .38, além de uma balança de precisão, e mais de R$ 10 mil dinheiro trocado.

Os 11 veículos apreendidos estavam com o compartimento de aribag rompidos. Para a polícia trata-se de uma maneira de burlar a fiscalização e assim obter êxito no tráfico de entorpecentes.

NOTÍCIA RELACIONADA

Depre prende quadrilha e apreende R$ 200 mil em drogas em Teresina

Mais conteúdo sobre: