Landri Sales - PI

Juíza põe ex-prefeito de Landri Sales e empresárias no banco dos réus

A decisão da juíza federal substituta Camila de Paula Dornelas, da Vara Única de Floriano, foi dada no dia 2 de setembro deste ano.

Wanessa Gommes
Teresina
- atualizado

A juíza federal substituta Camila de Paula Dornelas, da Vara Única de Floriano, recebeu denúncia contra o ex-prefeito de Landri Sales, Joedison Alves Rodrigues, a ex-secretária de Finanças, Juraci Alves Guimarães Rodrigues, e o ex-contador do município Magno Barros Santos, e a empresária Antônia Nonata da Costa acusados de desvio de dinheiro público, uso de documento falso e organização criminosa. A decisão foi dada no dia 2 de setembro deste ano.

Também foi denunciada a empresária Teresinha de Jesus Mousinho Almeida Silva, mas somente pelo crime de desvio de dinheiro público.

Segundo denúncia do Ministério Público Federal, foi identificada a atuação de organização criminosa no município de Landri Sales, que tinha por objetivo promover o desvio de recursos públicos municipais e federais, mediante a utilização de notas fiscais inidôneas fornecidas por diversas pessoas jurídicas, em sua maioria, fictícias.

Consta que nos anos de 2009 e 2010, os ex-gestores e o ex-contador desviaram recursos públicos federais, em proveito próprio e de Antônia Nonata e Teresinha de Jesus.

Ainda de acordo com o MPF, foram utilizadas notas fiscais inidôneas fornecidas por diversas pessoas jurídicas, perfazendo o montante total de R$ 117.997,89, as quais não correspondiam à efetiva aquisição de produtos pelo município e serviam apenas para conferir aparência de legalidade às despesas junto aos órgãos de fiscalização.

A magistrada destacou na decisão que ficou verificado o suporte probatório mínimo à acusação, consistente em indícios razoáveis de materialidade e autoria e recebeu a denúncia.

Outro lado

Joedison Alves e os demais denunciados não foram localizados pelo GP1.