Economia e Negócios

Juros futuros fecham em queda influenciados por câmbio no Brasil

O enfraquecimento da moeda é global e acentuado, no Brasil, pelo fluxo positivo nos segmentos comercial e financeiro.

Por  Estadão Conteúdo
- atualizado

Os juros futuros confirmaram na sessão regular desta terça-feira, 10, a trajetória de queda que conduzia as taxas desde o período da manhã, influenciadas pelo desempenho do câmbio. Ao longo da tarde, o dólar renovou mínimas até cair abaixo de R$ 3,80 na última hora, o que também puxou as mínimas das taxas futuras. O enfraquecimento da moeda é global e acentuado, no Brasil, pelo fluxo positivo nos segmentos comercial e financeiro.

A taxa do contrato de Depósito Interfinanceiro (DI) para janeiro de 2019 fechou em 6,795%, de 6,827% no ajuste de sexta-feira, e a do DI para janeiro de 2020 caiu de 8,26% para 8,12%. A taxa do DI para janeiro de 2021 encerrou a 9,09%, de 9,25%, e a do DI para janeiro de 2023 terminou em 10,44%, de 10,60%. A taxa do DI para janeiro de 2025 ficou em 11,08%, de 11,23%.

  • Foto: DivulgaçãoJurosJuros

O câmbio foi praticamente o único vetor a mexer com os preços na renda fixa nesta terça-feira pós feriado prolongado, de agenda e noticiário sem destaques. "Hoje é um dia muito bom para as moedas, especialmente as da América Latina, e isso está ajudando os juros. O dólar é no curto prazo o grande fator de risco de inflação e política monetária", disse o estrategista-chefe da CA Indosuez Brasil, Vladimir Caramaschi. Às 16h30, o dólar à vista recuava 1,80%, aos R$ 3,7996. O real, ao lado do peso argentino e do peso mexicano, era destaque entre as moedas de economias emergentes.

As idas e vindas do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) sobre a soltura do ex-presidente Lula no domingo foram bem absorvidas pelo mercado na volta aos negócios. Nesta terça-feira, a presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Laurita Vaz, negou habeas corpus apresentado contra a decisão do presidente TRF-4, Carlos Eduardo Thompson Flores, que cassou a decisão de soltura. Ela afirmou a incompetência do desembargador Rogério Favreto para decidir sobre o caso do petista. O habeas corpus foi apresentado por um advogado de fora da defesa de Lula Nos últimos dois dias, o STJ recebeu mais de 140 habeas corpus impetrados por pessoas que não fazem parte da defesa técnica do ex-presidente.

Mais conteúdo sobre: