Barreiras do Piauí - PI

Justiça marca julgamento de processo contra prefeito Mauricin

A ação tramita na 35ª Zona Eleitoral sob responsabilidade do juiz Max Paulo Soares de Alcântara.

WANESSA GOMMES
DE TERESINA
- atualizado

Está marcado para o próximo dia 20 de marçoaudiência de instrução da Ação de Investigação Judicial Eleitoral contra o prefeito de Barreiras do Piauí, Maurício Neto Parente Lacerda, o Mauricin, o vice-prefeito Manuel Aroldo Filho, o ex-prefeito Divino Alano e os ex-secretários de Finanças e Educação, Anibal Filho e Lourenço Filho acusados de compra de votos.

A ação foi ajuizada, em dezembro de 2016, pela Coligação a Mudança Com a Força do Povo e Alex Tulio Barreira de Souza. Eles pedem a cassação de registro, cassação dos diplomas, perda de mandato eletivo, declaração de inelegibilidade e aplicação de multa.

A ação tramita na 35ª Zona Eleitoral sob responsabilidade do juiz Max Paulo Soares de Alcântara.

Outro lado

Procurado, na tarde deste sábado (10), o prefeito Mauricin não foi localizado para comentar a ação. O GP1 está aberto a esclarecimentos.