Brasil

Kássio Nunes Marques vai tomar posse no STF na próxima quinta

Marques vai substituir o ministro Celso de Mello, que se aposentou no último dia 13. O desembargador do Tribunal Regional Federal da 1ª Região teve a indicação aprovada pelo Senado no dia 21.

Davi Fernandes
Teresina
- atualizado

Vai ocorrer na próxima quinta-feira (5), a sessão de posse do novo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), o piauiense Kássio Nunes Marques. Na data, o evento vai ocorrer de forma virtual, tendo somente, em plenário, as presenças físicas de Luiz Fux, presidente da casa, ministro Alexandre de Moraes e ministro Gilmar Mendes.

Marques vai substituir o ministro Celso de Mello, que se aposentou no último dia 13. O desembargador do Tribunal Regional Federal da 1ª Região, Kássio Marques teve a indicação aprovada pelo Senado no dia 21 por 57 votos a 10. É o primeiro nome indicado à Corte pelo presidente Jair Bolsonaro.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Kassio NunesKassio Nunes

O piauiense, natural de Teresina, tem 48 anos de idade e poderá permanecer no STF até 2047, quando completará 75 anos, idade pela qual os ministros se aposentam de forma compulsória, pela regra atual do STF.

Por 15 anos, ele foi advogado e fez parte da Comissão Nacional de Direito Eleitoral e Reforma Política da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) do Piauí e também foi juiz do Tribunal Regional Eleitoral do estado.

Desde 2011, o novo ministro do STF é um dos desembargadores do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1), que fica sediado em Brasília. Ele foi escolhido para o tribunal pela então presidente Dilma Rousseff e ingressou na Corte na cota de vagas para profissionais oriundos da advocacia.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Bolsonaro nomeia Kassio Nunes Marques para vaga no STF

Juízes avaliam que Kássio Marques vai trabalhar com equilíbrio e zelo

Ciro Nogueira diz que Kássio Marques será presidente do STF em 10 anos

Confira as principais declarações de Kássio Marques na sabatina para o STF

Kássio Marques é aprovado pelo Senado e assumirá vaga no STF

CCJ do Senado aprova indicação de Kássio Marques para vaga no STF

Mais conteúdo sobre: