Santa Cruz dos Milagres - PI

Marco Bona diz que não fez pagamentos irregulares em sua gestão

“Então, na minha gestão, a única coisa que eu fiz foi a mesma coisa do deputado Nerinho, para não perder o convênio quando estava vencendo o prazo eu solicitei termo aditivo de prorrogação", afirmou.

Wanessa Gommes
Teresina
- atualizado

O ex-secretário estadual de Turismo, Marco Bona, entrou em contato com o GP1, nesta quinta-feira (17), para esclarecer matéria publicada, na última terça-feira (15), sobre irregularidades na gestão e aplicação de verbas públicas em obra no município de Santa Cruz dos Milagres.

Marco Bona, Nerinho e Sílvio Leite, todos ex-secretários de Turismo, foram denunciados à Justiça Federal por irregularidades ocorridas entre os anos de 2011 a 2013 na gestão e na aplicação de verbas públicas repassadas pela União (Ministério do Turismo), por meio de convênio, à Secretaria de Estado de Turismo do Piauí.

  • Foto: Marcelo Cardoso/GP1Entrevista com Marcos Bona Marco Bona

Segundo o ex-secretário, quando assumiu a pasta o processo de distrato do contrato com a empresa responsável pela obra já havia sido iniciado: “Quando eu assumi a secretaria, o secretário Sílvio Leite já tinha iniciado o distrato, a obra tinha sido suspensa após fiscalização do Ministério do Turismo ter encontrado incongruências na obra e ter decidido não receber a etapa suspendendo os pagamentos”, afirmou.

“Então, na minha gestão, a única coisa que eu fiz foi a mesma coisa do deputado Nerinho, para não perder o convênio quando estava vencendo o prazo eu solicitei termo aditivo de prorrogação até que se resolvesse o problema e com a nova empresa continuar a obra, só que no período que eu fui secretário não foi possível retomar a obra”, explicou.

Ainda de acordo com Bona, não foi feito nenhum pagamento durante a sua gestão: “Eu não fiz nenhum pagamento até porque quando eu assumi a secretaria, o contrato já estava em processo de distrato, já encontrei a obra embargada pelo próprio ministério, e eu fiquei pedindo prorrogação de prazo para não perder o convênio, em sequência meu substituto, o deputado Nerinho, continuou pedindo prorrogação do prazo também para não perder o convênio. Estou muito tranquilo em relação a isso”, declarou.

NOTÍCIA RELACIONADA

Deputado Nerinho é denunciado à Justiça e pode perder mandato