Teresina - PI

Membro do PCC é preso acusado de executar lutador de MMA em Teresina

Segundo o delegado Jarbas Lima, responsável pela investigação, a morte de Isac Nylton está ligada a briga entre as facções Bonde dos 40 e Primeiro Comando da Capital (PCC).

Nayrana Meireles
Teresina
Brunno Suênio
Teresina
- atualizado

O Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP), prendeu por volta de 6h desta sexta-feira (09), um homem identificado pelas iniciais F.K. da S., vulgo “Big Big ou Manchinha”. Ele é acusado de matar o lutador de MMA Isac Nylton Alves da Oliveira, com treze tiros, no dia 8 de setembro, no bairro Dirceu II, zona sudeste de Teresina.

Segundo o delegado Jarbas Lima, responsável pela investigação, a morte de Isac Nylton está ligada a briga entre as facções Bonde dos 40 e Primeiro Comando da Capital (PCC). “Foi uma briga de facção, PCC e Bonde dos 40. Duas pessoas chegaram e executaram a vítima, inclusive um deles já se encontra preso. Foi dado cumprimento de mandado hoje ao que estava em liberdade, foram apreendidas várias coisas e vamos mandar para a perícia para ver se a arma apreendida foi a utilizada no crime que tirou a vida do lutador de MMA”, disse o delegado.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Delegado Jarbas LimaDelegado Jarbas Lima

O acusado estava foragido do sistema prisional há mais de quatro anos e havia um mandado de prisão em aberto contra ele. Big Big foi preso em uma residência na Vila da Guia, zona sudeste de Teresina.

Além do mandado de prisão, os policiais do DHPP cumpriram também um mandado de busca e apreensão na residência de Big Big. Na casa dele foram apreendidas uma pistola calibre .40 municiada com 11 munições, um tablet, duas trouxas de substância análoga a maconha, R$ 69 em dinheiro trocado, uma caixa de balança de precisão e anotações relacionadas a contribuições pecuniárias relacionadas a membros da facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC).

  • Foto: Divulgação/Polícia CivilMaterial apreendido na casa de Big BigMaterial apreendido na casa de Big Big

Após a prisão, o acusado foi encaminhado para o Instituto de Medicina Legal (IML), onde passa por exame de corpo de delito e depois será levado para o sistema prisional.

Entenda o caso

Isac Nylton, 26 anos, estava retornando para sua casa e momentos antes de entrar na residência foi abordado por dois indivíduos (F. K. da S. e G.S.S.) em um carro, onde ambos armados de pistolas executaram a vítima com 13 disparos.

  • Foto: Reprodução/FacebookIsac NyltonIsac Nylton

A motivação do crime, segundo a Polícia Civil, é uma rixa antiga que existia entre a vítima e os autores, visto que “Big Big” é faccionado da organização criminosa PCC., e exercia um papel importante na facção.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Lutador de MMA era investigado por morte de empresário em Teresina

Lutador de MMA é executado com mais de 10 tiros no bairro Dirceu