Texas City - USA

Menina de 10 anos morre no Texas por ameba 'come cérebro'

Lily Mae Avant morreu na segunda-feira,17; ela contraiu a ameba Naegleria fowleri após nadar em um rio no Texas. De acordo com autoridades, casos são 'extremamente raros'.

Por  Estadão Conteúdo
- atualizado

Uma menina de 10 anos morreu em um hospital nos Estados Unidos após contrair um tipo raro de ameba que se alimentava de seu cérebro. A morte foi informada pela família nesta segunda-feira, 17. Lily Mae Avant nadou em um rio no Texas durante o fim de semana do Dia do Trabalho, que é comemorado nos Estados Unidos no início de setembro. Depois disso, ela começou a apresentar dores de cabeça e febre.

De acordo com agências de notícias, a saúde da menina se deteriorou rapidamente e ela foi internada em um hospital local. Depois, foi transferida para o Cook Children's Hospital, na cidade de Fort Worth. A luta da menina para sobreviver atraiu apoio nos Estados Unidos e motivou campanhas em redes sociais.

  • Foto: DivulgaçãoO caso de Lily Mae Avant causou comoção nas redes sociais; ela contraiu a ameba após nadar em um rio O caso de Lily Mae Avant causou comoção nas redes sociais; ela contraiu a ameba após nadar em um rio

O Departamento de Serviços de Saúde do Texas disse à imprensa local que a menina sofria de meningoencefalite amebiana primária, uma infecção cerebral causada pela ameba Naegleria fowleri, conhecida como "ameba come cérebro". Os primeiros sintomas da infecção geralmente aparecem uma semana depois que a ameba entra no corpo pelas narinas.

"A ameba está presente na água doce em todo o Texas e em outras partes dos Estados Unidos", disse Chris Van Deusen, porta-voz do departamento, a uma emissora de televisão local, acrescentando que esses casos são extremamente raros.