Bizarro

Menina indiana pede que pai seja preso por não construir banheiro

A garota, E. Hanifa Zaara, não queria ir a público para usar o banheiro e ganhou uma promessa de seu pai de que ele construiria um banheiro dentro de casa, disse o policial A. Valarmathi.

Uma menina de 7 anos na Índia pediu à polícia que seu pai fosse preso após descumprir uma promessa em construir um banheiro em sua casa, informou a polícia local na quarta-feira, 12.

Milhões de indianos não têm acesso a saneamento básico e a defecação a céu aberto é um problema, mesmo em estados mais desenvolvidos ou industriais.

A garota, E. Hanifa Zaara, não queria ir a público para usar o banheiro e ganhou uma promessa de seu pai de que ele construiria um banheiro dentro de casa, disse o policial A. Valarmathi.

Porém, quando nenhum banheiro foi feito, ela foi até a polícia para prestar uma queixa na cidade de Ambur, na região sul do país, a 100 quilômetros de Chennai.

"A garota estava firme em prender seu pai por se sentir traída", disse Valarmathi.

"Nós então ligamos para seu pai, o chamamos para a delegacia de polícia e fizemos com que apertassem as mãos e se comprometessem "

O governo do primeiro-ministro Narendra Modi vem promovendo uma campanha para construir 100 milhões de banheiros dentro de cinco anos, mas a tentativa não tem coberto grandes partes do país.

O jornal Times of India diz que o pai contou à polícia que pediu duas vezes ao município por ajuda dentro da campanha de Modi, conhecida como Clean Indian [Indiano Limpo, em tradução livre], mas não obteve resposta.

A campanha, apoiada por grandes companhias e atores de Bollywood, levanta a conscientização sobre as doenças causadas pela defecação a céu aberto.

No último ano, um filme de Bollywood, Toilet: A Love Story [Banheiro: Uma história de amor, em tradução livre], que inspirou a campanha sanitária de Modi, transformou o assunto em uma questão importante.

O filme retrata a discussão de um jovem casal sobre ter um banheiro interno - o que muitos indianos, especialmente em determinadas áreas do país, consideram pouco higiênico.