Piauí

Ministério Público Federal investiga denúncia contra a EBSERH

A portaria nº 66 foi assinada pelo procurador da República Leonardo Carvalho Cavalcante de Oliveira, na última segunda-feira (02).

WANESSA GOMMES
DE TERESINA
- atualizado

O Ministério Público Federal abriu procedimento preparatório contra a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares – EBSERH – responsável pela administração do Hospital Universitário da Universidade Federal do Piauí (HUFPI). A portaria nº 66 foi assinada pelo procurador da República Leonardo Carvalho Cavalcante de Oliveira, na última segunda-feira (02).

  • Foto: Reprodução/Google MapsHospital Universitário do PiauíHospital Universitário da UFPI

Segundo a portaria, inicialmente foi aberta uma notícia de fato para apurar representação da Associação dos Médicos do Hospital da Universidade Federal do Piauí – AMHUFPI contra a EBSERH, alegando conduta omissa frente a uma séria de irregularidades atinentes ao quadro funcional (número insuficiente de ortopedistas) e à estrutura física (escassez de materiais, desorganização ambulatorial) do Hospital Universitário Federal do Piauí.

O procurador destacou que foi solicitado ao Departamento Nacional de Auditoria do SUS o fornecimento de subsídios técnicos e orientações referentes aos fatos narrados e que as informações não foram prestadas.

Ele considerou ainda a insuficiência de elementos para a adoção das providências especificadas e a necessidade de novas diligências para instrução do feito.

Outro lado

Procurada, na tarde da última quinta-feira (05), a assessoria de comunicação do Hospital Universitário informou que o HU foi notificado em 09/03/2018 para se manifestar sobre os termos da notícia de fato e que apresentou informações em 26/03/2018, nas quais refutou todas as alegações da AMHUFPI.