Piauí

Ministério Público investiga denúncia de fraude em licitação da UFPI

A portaria nº 16 foi assinada, no dia 27 de fevereiro deste ano, pelo procurador da República Marco Aurélio Adão.

Wanessa Gommes
Teresina
- atualizado

O Ministério Público Federal instaurou inquérito para investigar irregularidades no âmbito da Universidade Federal do Piauí (UFPI). A portaria nº 16 foi assinada, no dia 27 de fevereiro deste ano, pelo procurador da República Marco Aurélio Adão.

O objetivo é investigar suposta fraude em licitação para favorecer pessoas jurídicas privadas para o fornecimento de bens à UFPI, durante o exercício de 2014. As informações são oriundas de documentos encaminhados pela Procuradoria da República em Alagoas.

O membro do MPF determinou que seja aguardado o recebimento do inquérito policial requisitado para apurar os fatos, a fim de fazer o acompanhamento das diligências em andamento, observados os devidos registros no Sistema Único.

Outro lado

Procurada, nesta quinta-feira (14), a assessoria de comunicação da UFPI informou que a instituição ainda não foi notificada sobre a investigação.

Confira abaixo a nota na íntegra.

Até o presente momento a Universidade Federal do Piauí não foi notificada. Tão logo seja, tomaremos as providências cabíveis com relação aos esclarecimentos necessários.