Política

Ministra Tereza Cristina diz que projeto de reforma agrada ao setor

A ministra da Agricultura disse ainda que pretende ajudar o governo a aprovar o texto.

Por  Estadão Conteúdo

A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, disse nesta quarta-feira, 20, que o projeto de reforma da Previdência agrada ao setor, de forma geral. "Não li os detalhes, mas, grosso modo, acho que está (razoável para o agronegócio)." Ela evitou tecer críticas ao fato de a idade da aposentadoria ser a mesma para homens e mulheres na aposentadoria rural, de 60 anos, mesmo já tendo defendido que houvesse alguma diferença entre os dois. "Eu trabalhei tanto hoje que não li ainda o texto, vou ler agora à noite", disse Tereza. "Acho que está bom, não acho ruim não. Está de bom tamanho."

  • Foto: Ernesto Rodrigues/Estadão ConteúdoTereza CristinaTereza Cristina

Sobre a contribuição previdenciária do agricultor familiar de R$ 600 por ano, ela também se mostrou favorável. "Acho muito razoável e justo. R$ 600 por ano eu acho que todo agricultor familiar pode contribuir para um benefício que ele sabe que vai ter na sua velhice."

A ministra disse ainda que pretende ajudar o governo a aprovar o projeto. "Não é ajudar o governo, é ajudar o futuro do Brasil porque estamos fazendo uma medida que não é simpática a ninguém, ninguém gostaria de fazer uma reforma da Previdência, mas ela é para o futuro, para que todos possam ter a sua aposentadoria, para que o Brasil possa voltar a ter investimentos."

A ministra afirmou ainda que está discutindo o Plano Safra 2019/2020 e um aumento no volume de recursos para subvenção do seguro rural. "O governo tem 60 dias. Nós estamos discutindo esse assunto, mas é um assunto prioritário para essa gestão do ministério (mais recursos para seguro). Ainda estamos construindo com a equipe econômica."

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Bolsonaro diz que Reforma da Previdência será justa para todos

Tramitação da Previdência na Câmara começa no dia 26, diz Maia

Wellington Dias propõe mudanças na reforma da Previdência