Regeneração - PI

Moradora denuncia falta de médicos no hospital de Regeneração

Em entrevista ao GP1, o prefeito Dr. Hermes Júnior, confirmou que o hospital está sem médicos, mas por conta do atraso nos repasses pelo Governo do Estado.

Wanessa Gommes
Teresina
- atualizado

O GP1 recebeu, na manhã deste sábado (19), denúncia de falta de profissionais, como médicos e técnicos de enfermagem, e até de materiais no Hospital Maria de Lourdes Leal Nunes, localizado no município de Regeneração, administrado pelo prefeito Hermes Júnior.

Lucas Carlos mora em Teresina, mas a esposa trabalha e tem família Regeneração. Ele enviou ao GP1 um vídeo publicado em uma página no Facebook chamada “Filho de Regeneração-PI” no qual uma mulher relata as dificuldades para conseguir atendimento médico.

Segundo o relato da mulher, que não foi identificada, a filha entrou em trabalho de parto e não havia médico no hospital. Elas tiveram que se deslocar até a cidade de Amarante para que fosse feito o parto. Ela também falou da dificuldade de aplicar uma vacina: “Fui no hospital pra dar uma vacina em uma criança e não tinha um profissional de saúde pra aplicar uma vacina. Eu fui pra Amarante pra dar a vacina”, contou a moradora.

A senhora afirmou ainda que procurou o hospital para tratar de um problema no pé de um jovem, mas que a médica informou que não iria atender porque era obrigação do posto de saúde e que ela já estava encerrando o plantão. “Mas no posto também não tinha médico, então se a gente tá doente, o posto não tem médico e o hospital não tem obrigação de atender tendo médico lá? Ela disse que não ia fazer porque já estava terminando o plantão”, declarou.

Segundo Lucas, há muito tempo que o hospital está nessa situação: “Aquele hospital de Regeneração está nessa situação há muitos anos e só piorou agora depois que entrou o novo prefeito. Muitas pessoas vão atrás de médicos no hospital, mas não encontram, na portaria já informam que não tem médico, não tem material, e realmente não tem, lá só fica o vigia”, disse.

“As pessoas que precisam de atendimento vão para amarante, como foi o caso da senhora do vídeo, que fica a 18 km daqui”, disse indignado.

População revoltada

Em agosto do ano passado, reportagem do GP1 mostrou que pai e filho foram presos após depredarem o Hospital Maria de Lourdes Leal Nunes por não terem encontrado médico para atender o adolescente, que havia sofrido um acidente de moto momentos antes.

Outro lado

Em entrevista ao GP1, o prefeito Dr. Hermes Júnior, confirmou que o hospital está sem médicos, mas por conta do atraso nos repasses pelo Governo do Estado. “Não tem médico porque o governador não está repassando os recursos. O Governo estava devendo 13 prestações de R$ 72 mil cada, pagou 3 e ficou devendo 10, o que dá R$ 720 mil. Como eu posso ter um hospital funcionando se o Governo não paga?”, questionou.

  • Foto: Facebook/Gilmário SobreiraPrefeito Hermes JúniorPrefeito Hermes Júnior

Dr. Hermes disse que ele mesmo teve que fazer um atendimento no hospital: “Como médico, eu fiz um atendimento lá na quinta-feira (17). O que eu vou fazer? Eu vou convocar os médicos do PSF para tirar plantões para amenizar a situação, mas se o Governo não colabora como é que eu vou manter o hospital?”, afirmou.

O prefeito não poupou críticas ao secretário Florentino Neto: “Eles disseram que talvez vão repassar outra parcela agora dia 23. O secretário Florentino, dá atenção às cidades do norte e as cidades do sul estão abandonadas pelo secretário, só saíram as três parcelas porque eu fui com o deputado Wilson Brandão falar com o secretário”, declarou.

O gestor enfatizou que as contas do município estão praticamente em dias: “Para se ter uma ideia, nós estamos com a cidade em dia, Regeneração está entre os 20% dos municípios que pagaram o 13º salário, nós estamos aptos a receber recursos da Caixa Econômica Federal e do Banco do Brasil, nós só temos três folhas atrasadas de funcionários contratados, essas folhas são pequenas, custam R$ 22 mil cada, está tudo sobre o controle, a administração do município está em dia, a gente só precisa que o governo do Estado nos passe o recurso mensal de R$ 72 mil”, cobrou.

“Os recursos do Governo Federal vêm na forma de AIH (Autorização de Internação Hospitalar) e BPA (Boletim de Produção Ambulatorial), que são curativos, consultas e pequenas cirurgias, esses recursos ao invés de vir diretamente para o município vão para o Governo do Estado, via Caixa Econômica, e o Governo Estadual é quem repassa para os municípios, até a verba do AIH e BPA estão atrasando, geralmente atrasa um mês, mas até isso estão atrasando pro hospital há 3 meses”, disse.

Dr. Hermes finalizou com um apelo: “O que nós queremos é ter o recurso para poder pagar os médicos e funcionar o hospital. O hospital de Regeneração é meu calcanhar de Aquiles, se não tem médico não vai ter produtividade, não vai ter AIH e BPA, isso é uma angustia para mim, e o povo tá xingando é o prefeito, mas eu vou reverter a situação por minha conta”, garantiu.

Sesapi

Procurada, a assessoria de comunicação da Secretaria Estadual de Saúde disse que enviaria uma nota sobre o caso. O que não aconteceu até a publicação desta matéria.

NOTÍCIA RELACIONADA

Pai e filho depredam hospital de Regeneração por falta de médicos

Mais conteúdo sobre: