Teresina - PI

Moradores cobram obra de drenagem no conjunto Pedro Balzi

Segundo os moradores, a água que escorre pela Avenida Nossa Vitória invade casas, estabelecimentos comerciais e se acumula nas ruas laterais.

Brunno Suênio
Teresina
Davi Fernandes
Teresina

Moradores cobram obra de drenagem no Pedro Balzi

Os moradores do conjunto Pedro Balzi, localizado na zona sudeste de Teresina, relataram ao GP1, na manhã dessa terça-feira (22), que as obras de pavimentação poliédrica em andamento na comunidade não vão solucionar o principal problema de quem vive na região no período das chuvas, que é a falta de drenagem das águas pluviais.

A água que escorre pela Avenida Nossa Vitória invade casas, estabelecimentos comerciais e se acumula nas ruas laterais, que até o ano passado não possuíam calçamento e estão passando por obras de pavimentação. No entanto, o morador Antônio Carlos alerta que o serviço não está contemplando a principal reivindicação da comunidade, que é o escoamento correto da água da chuva.

“No inverno é uma calamidade, da quadra G até as quadras iniciais a água desce derrubando tudo, fica alagado, entra água nos comércios praticamente 1 metro acima do nível da rua. Para nós que moramos aqui, esse calçamento não vai resolver o problema da água no encontro entre o conjunto Pedro Balzi e a Vila Nova Esperança”, destacou o morador.

O proprietário de uma academia, que fica localizada na Avenida Nossa Vitória, informou que todos os anos a água invade seu estabelecimento, apesar da calçada alta. “No verão não tem problema, mas quando chove o problema é geral. A gente não sabe o que Deus tem para nós, eu já moro aqui há oito anos e quando começa o inverno enche tudo, vira uma lagoa, é um desassossego. A gente teme que a água invada novamente nos próximos meses”, frisou Rai Santos.

O que diz a SDU Sudeste

Por meio de nota, a SDU Sudeste informou ao GP1 que o órgão está realizando um levantamento para analisar a situação do local.

Confira a nota na íntegra:

A Superintendência de Desenvolvimento Urbano - Sudeste informa que cerca de R$ 1,3 milhão, oriundo de recursos próprios do município, estão sendo investidos na pavimentação em paralelepípedo do Assentamento Nova Esperança. Paralisadas por conta da pandemia, as obras foram retomadas no final do mês de julho e continuam em andamento no local.

No momento, as equipes trabalham nas ruas centrais do assentamento. Quando estas forem finalizadas, com previsão para a próxima semana, será iniciado o serviço na Avenida Maria da Conceição e demais vias.

Com relação ao sistema de drenagem, as soluções encontram-se em fase de projeto. Atualmente a SDU Sudeste está fazendo um levantamento topográfico da região para analisar as melhores soluções a serem implantadas.

Mais conteúdo sobre: