São João do Piauí - PI

MP apura aumento indevido em conta de energia de consumidora no Piauí

A senhora, residente em São João do Piauí, teve aumento significativo, que passou de 17 kwh para 941 kwh.

Thais Guimarães
Teresina
- atualizado

O Ministério Público do Estado do Piauí (MP-PI), por meio do promotor Jorge Luiz da Costa Pessoa, instaurou procedimento administrativo contra a Equatorial Piauí, a fim de apurar um suposto aumento indevido na fatura de energia de uma cliente, residente no município de São João do Piauí. A portaria é do dia 03 de fevereiro.

A cliente procurou a 2ª Promotoria de Justiça de São João do Piauí informando que no mês de outubro de 2019 verificou que seu consumo teve aumento significativo de 17 kwh para 102 kwh. Na época, a consumidora buscou a empresa Equatorial para verificar o ocorrido, sem obter qualquer resposta sobre a situação.

A senhora conta que mesmo assim efetuou o pagamento dos meses de outubro e novembro, mas em dezembro foi surpreendida por uma cobrança de consumo de 941 kwh. A cliente alega que não há razão para tal consumo, uma vez que possui apenas uma geladeira e dois aparelhos de televisão.

Por conta disso, o Ministério Público resolveu abrir o procedimento administrativo para investigar a denúncia da consumidora. O promotor determinou que a Equatorial Piauí deve apresentar defesa escrita no prazo de 15 dias, informando sobre a possibilidade de firmar Termo de Ajustamento de Conduta (TAC).

Outro lado

Nenhum representante da Equatorial foi localizado pelo GP1.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Juiz determina que Equatorial retire nome de consumidor do Serasa

Juiz determina que Equatorial Piauí restabeleça energia de consumidora

Justiça proíbe Equatorial Piauí de cortar energia de consumidora