São Raimundo Nonato - PI

MP apura irregularidades no Hospital Senador João Cândido Ferraz

A portaria nº 13/2018 foi assinada pela promotora de Justiça Gabriela Almeida de Santana, na última terça-feira (03).

Wanessa Gommes
Teresina
- atualizado

O Ministério Público do Estado do Piauí abriu inquérito civil para investigar irregularidades no Hospital Regional Senador João Cândido Ferraz, no município de São Raimundo Nonato. A portaria nº 13/2018 foi assinada pela promotora de Justiça Gabriela Almeida de Santana, na última terça-feira (03).

Para abrir a investigação foi considerado o Parecer Médico nº 36/2018 sobre a análise da fiscalização referente às condições de trabalho dos médicos que laboram no hospital.

A promotora destacou ainda que “a saúde é um direito fundamental do ser humano, devendo o Estado prover condições indispensáveis ao seu pleno exercício e que as pessoas que necessitam do serviço público de saúde tem direito de serem satisfatoriamente atendidas, qualquer que seja a natureza do atendimento”.

Foi determinada a notificação da direção do Hospital Regional Senador João Cândido Ferraz, para que, no prazo de 15 dias, preste informações sobre as irregularidades encontradas, além do envio da lista de médicos lotados no hospital ao Conselho Regional de Medicina do Estado do Piauí (CRM-PI), solicitando informações sobre as especialidades dos referidos médicos registrados no Conselho.

Outro Lado

Nenhum representante do Hospital Regional Senador João Cândido Ferraz foi localizado pelo GP1.