Lagoa de São Francisco - PI

MP investiga contratações irregulares na gestão de Veridiano Melo

A portaria nº 42/2019 foi assinada pelo promotor Avelar Marinho Fortes do Rêgo, no dia 5 de julho.

Wanessa Gommes
Teresina
- atualizado

O Ministério Público do Estado do Piauí abriu inquérito civil para investigar denúncia de irregularidades na contratação de servidores na gestão do prefeito Veridiano Carvalho de Melo, que foi reeleito em 2016. A portaria nº 42/2019 foi assinada pelo promotor Avelar Marinho Fortes do Rêgo, no dia 5 de julho.

O objetivo é investigar representação de Antonia Neura Alves de Mesquita informando que a Prefeitura de Lagoa de São Francisco teria realizado contratações indevidas durante o processo eleitoral de 2016, sem concurso público ou processo seletivo.

Entre os nomes que foram contratados indevidamente estão: Maria da Conceição Rodrigues, Eliane Maria de Sousa, Sônia da Silva Barros, Valdelícia Soares Barros, Ana Lúcia Rodrigues, Chaniele Rodrigues de Sousa, Maria de Jesus do Nascimento Rodrigues, Maria de Fátima do Nascimento dos Reis, Francisca da Silva Bezerra, Luzineide Maria dos Santos e Elayne da Silva Nascimento.

O membro do MP destacou que a situação desafia as atribuições ministeriais para a investigação acerca de eventual violação dos princípios administrativos, dano ao erário e enriquecimento ilícito.

Outro lado

O prefeito não foi localizado pelo GP1.